Após mudança, McLaren foca temporada 2018

Diretor da McLaren, Eric Boullier, confirma que, embora no circuito ainda esteja trabalhando para alcançar resultados em 2017 com a Honda, em Woking já se concentra na temporada do ano que vem

A McLaren finalmente confirmou a mudança para os motores da Renault em 2018 durante o fim de semana de Cingapura e, enquanto a equipe insiste que ainda não desiste de buscar bons resultados em suas últimas corridas com seu atual parceiro, a Honda, Boullier reconheceu que na fábrica a equipe já está dedicando muitos recursos para o próximo ano.

"Ainda não estou focado no próximo ano", disse ele. "Temos que correr mais corridas até a temporada terminar. Não vou desistir de nada este ano. Vamos dar tudo para avançar".

"Mas estar na pista é uma coisa e estar em casa é diferente. Em Woking procuram trabalhar no futuro, obviamente temos muito trabalho, embora quando você estiver aqui na pista precisa lidar com a realidade e com o que temos em 2017".

"Agora, temos de ficar concentrados, é um novo desafio, um grande desafio. Todo mundo agora está determinado, eu diria que não deixamos nada para trás. Existe apenas uma direção."

Vandoorne melhora e Alonso fez uma "mega largada"

Embora não frequentemente, Vandoorne desfrutou de um fim de semana livre de problemas, sem perder uma sessão nem ser punido na corrida. E fez em um circuito no qual a McLaren-Honda esperava ter um bom desempenho.

A pena para a equipe de Woking foi que Fernando Alonso teve que abandonar antecipadamente por causa dos danos que sofreu no já famoso incidente da largada com os dois pilotos da Ferrari e Max Verstappen.

"É um fim de semana melhor, mas o resultado nos deixa com um sabor agridoce, com apenas um carro", disse Boullier ao Motorsport.com. "Fernando fez uma mega largada, mas assim é a competição".

"Foi uma boa corrida, boa para os fãs da Fórmula 1. O sétimo e o oitavo foram o que nós estávamos planejando para alcançar, Stoffel foi 7º e isso não representa uma melhora do que esperávamos, mas levou o carro para casa e marcou pontos".

"Estamos realmente felizes com o fim de semana porque ele nunca tinha corrido aqui, e o fim de semana foi muito bom, gostei do ritmo e de como ele conseguiu todas as condições. Tinha ritmo o tempo todo”.

"Seu nível de confiança cresceu durante todo o fim de semana, e ele está começando a fazer o trabalho que queríamos que fizesse ou o que esperávamos que fizesse".

Boullier se recusou a comentar se Alonso, que saiu com pneus de chuva extrema em vez de intermediários, poderia ter conquistado o pódio em Cingapura se ele tivesse deixado o carro intacto do acidente da primeira curva.

"Não sei. Secou mais cedo do que o esperado e depois ficou bom durante muito tempo. Eu sei qual é sua opinião e eu respeito, mas não quero fazer suposições”, concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pista Singapore Street Circuit
Pilotos Fernando Alonso , Stoffel Vandoorne
Tipo de artigo Últimas notícias