Após punição a Raikkonen, Mercedes é campeã do mundo

Pelo segundo ano seguido na Rússia equipe alemã sela campeonato de construtores, desta vez com quatro provas de antecedência

Coincidentemente no mesmo local, a Mercedes conquistou pela segunda vez o título de construtores na Fórmula 1. Apesar de ter perdido Nico Rosberg logo no início do GP da Rússia deste domingo (11), o time conquistou 25 pontos com uma vitória avassaladora de Lewis Hamilton e garantiu matematicamente o título.

Antes da corrida, para ser campeã a Mercedes precisava somar três pontos a mais que a Ferrari. Com Vettel em segundo e Kimi em quinto o time na verdade perdia três pontos para a Ferrari (28 x 25 somados), mas a direção de provas julgou o finlandês culpado no acidente que tirou da corrida Valtteri Bottas na última volta.

Com a punição, Kimi foi de quinto para oitavo, somando ao invés de dez apenas quatro pontos. Com isso, a Ferrari somou apenas 22 pontos ao todo e deu o título a Mercedes pelo segundo ano seguido. 

Desta vez foi com antecipação de quatro corridas no lugar das três de 2014, no entanto é importante lembrar que no ano passado a última prova, em Abu Dhabi, valia o dobro dos pontos. 

A Scuderia de Maranello só pode somar 43 pontos por GP, vezes quatro corridas restantes dá 172 - diferença que a Mercedes tem atualmente e só pode ser empatada. Mesmo que o time alemão não pontue mais e a Ferrari faça dobradinha nas quatro provas que restam, o time italiano não irá alcançar as 12 vitórias somadas neste ano pela estrela de três pontas. 

Confira como está o campeonato de construtores da F1 com a Mercedes campeã:

1. Mercedes - 531 pontos
2. Ferrari - 359
3. Williams - 220
4. Red Bull - 149
5. Force India - 92
6. Lotus - 66
7. Toro Rosso - 45
8. Sauber - 34
9. McLaren - 19
10. Manor - 0

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pista Sochi Autodrom
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias