Após seis anos, equipes decidem acabar com associação

A FOTA, criada para que os times tivessem unidade nas negociações políticas e comerciais, vinha enfraquecida

A Associação das Equipes de Fórmula 1, conhecida como FOTA, teve suas atividades oficialmente encerradas. De acordo com o secretário geral da organização, Oliver Weingarten, “seus membros reavaliaram seus requesitos em relação às mudanças do cenário político e comercial da Fórmula 1.”

A FOTA foi formada em 2008 com a intenção de dar unidade às equipes nas discussões com a Federação Internacional de Automobilismo e Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da categoria. Sua grande bandeira estava relacionada ao corte de gastos na categoria.

Descontente o teto orçamentário que o então president da FIA, Max Mosley, tentava impor, a organização chegou a ameaçar criar uma liga paralela, o que acabou não se concretizando.

A FOTA sofreu seu primeiro abalo ao final de 2011, quando Red Bull, Ferrari e Sauber deixaram a organização por discordarem com as medidas de cortes de gastos e para poderem negociar livremente com Ecclestone. No último ano, a criação do Grupo de Estratégia, no qual decisões sobre o futuro da Fórmula 1 são tomadas com a participação direta das equipes, diminuiu ainda mais a força da organização. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias