Após visita, FIA crê em volta de GP da Argentina para 2019

Diretor de provas faz relatório sobre o que deve ser mudado e espera volta de traçado antigo em Buenos Aires

O diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, disse que o circuito de Buenos Aires na Argentina poderia ser renovado para se juntar ao calendário da Fórmula 1 em 2019.

Whiting visitou a pista recentemente para falar sobre mudanças que seriam necessárias para que ocorra outro GP da Argentina.

"Eu fui convidado a ir para ver o que seria necessário fazer para retornar aos padrões da Fórmula 1", disse Whiting ao Canal F1 Latam no GP da Itália. "Eu dei uma boa olhada em torno da pista e escrevi um relatório detalhado sobre o que precisavam fazer".

"Agora, é claro, cabe aos potenciais promotores saber se conseguem fazer isso."

O Autódromo Oscar e Juan Galvez em Buenos Aires teve três períodos como localidade do mundial. Ele realizou sete corridas entre 1953 e 1960, período no qual o herói local Juan Manuel Fangio ganhou quatro corridas consecutivas na pista.

O circuito retornou ao calendário em 1972 e dois anos depois foi estendido para incluir um circuito longo e de alta velocidade ao redor de um lago. Este foi usado pela última vez em 1981, e quando o autódromo voltou para um período de quatro corridas, de 1995 a 1998, um novo layout foi usado.

No entanto, Whiting sugeriu que a configuração mais longa seja revivida se a F1 retornar.

"Como você esperaria em qualquer pista que não tenha tido a Fórmula 1 há 20 anos, há algumas coisas a serem feitas", disse ele. "Mas nada de muito grande. Você precisaria provavelmente de novos muros e coisas assim colocadas nela."

"Mas eu acho que o principal seria tornar a pista mais interessante usando o circuito antigo e longo. Eu acho que é isso faria uma super pista para a F1. O plano, ou o plano proposto, é fazer um circuito muito mais rápido do que usado no final dos anos noventa."

Whiting acrescentou que, se os promotores da corrida receberem luz verde, "tenho certeza que eles poderiam ter uma corrida em 2019."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias