Após Wall Street, Ferrari coloca ações na Bolsa de Milão

Fabricante italiana coloca ações na Bolsa de Valores de Milão, assim como havia feito em Wall Street, nos Estados Unidos, em outubro do ano passado

Após colocar parte das ações na Bolsa de Valores de Nova York, em outubro de 2015, a Ferrari estreou nesta segunda-feira (4) na Bolsa de Valores de Milão.

Na cerimônia de abertura do pregão italiano estavam presentes Sergio Marchionne, presidente da fabricante italiana, além do CEO Amedeo Felisa e os acionistas Piero Ferrari e John Elkann.

Apesar de o momento envolver o lado do mercado financeiro, o presidente da marca mencionou a Fórmula 1 e reiterou qual é a meta da Ferrari para as próximas temporadas. "O objetivo é levar o título mundial da F1 de volta a Maranello", disse Marchionne.

As ações da Ferrari abriram o pregão valendo € 43 cada uma (pouco mais de R$ 188), valor semelhante ao visto na última sexta-feira em Wall Street - € 44, o equivalente a US$ 48 dólares (cerca de R$ 192). 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Ferrari estreia na Bolsa de Valores de Milão
Sub-evento Evento especial
Pilotos Kimi Raikkonen , Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags borsa, ferrari, marchionne, renzi