Aproximação da Williams liga sinal de alerta na Mercedes

Líderes do campeonato acreditam que não têm a mesma supremacia das primeiras etapas e miram em desenvolvimento

Apesar da McLaren acreditar que o bom rendimento da Williams no GP da Áustria foi fruto apenas de uma boa adaptação do FW36 a uma pista com muitas retas e poucas curvas de alta velocidade, a Mercedes reconhece que é hora de ligar o sinal de alerta.

[publicidade]O time, que venceu sete das primeiras oito etapas – a maioria por mais de 20s de diferença para o rival mais próximo – viu a Williams de Valtteri Bottas chegar apenas seis segundos atrás em Spielberg.

“O alarme está tocando e os rivais estão se aproximando”, avisou um dos chefões da equipe, Niki Lauda. “Se o alarme soar em um momento em que você pode fazer algo, mas você não o faz, o que não é o que tentaremos, você perde a chance. O que vamos continuar fazendo é seguir desenvolvendo o carro.”

Lauda negou que a Mercedes pudesse estar segurando o ritmo durante a corrida para poupar equipamento e administrar a diferença para a Williams depois que ambos os pilotos conseguiram superar Bottas e Felipe Massa, que haviam largado na primeira fila.

“Estávamos lutando com a Williams. Eles [Hamilton e Rosberg] não estavam brincando na frente, eles estavam brigando entre si e a Williams estava a seis segundos. É o que estou tentando dizer. Olhe os tempo, Lewis e Nico estavam lutando desde o início. Eles atacaram desde o começo até o final como em todas as outras corridas.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias