"As coisas estão complexas no momento", diz Horner, sobre temporada

Pneus se tornam principal desafio das equipes e chefe da Red Bull cita como exemplos corridas de Grosjean, Perez e Hamilton

Christian Horner

O trabalho em cima dos pneus na temporada 2012 da Fórmula 1 vem transformando as corridas em algo complexo, de acordo com o chefe da Red Bull, Christian Horner.

Em entrevista ao jornal inglês "The Guardian", no entanto, o dirigente inglês preferiu não usar a palavra loteria para caracterizar o atual campeonato. "Acho que a palavra loteria é muito forte, mas poderia dizer que certamente é desafiadora", analisa.
 
"As coisas estão complexas no momento, isso é certo. Estrategicamente, é muito difícil de ler a corrida. Você está tentando fazer julgamentos em uma corrida baseada no feedback que você tem de seu próprio carro e da informação ao redor, e é traiçoeiro", conta Horner, usando como exemplo o GP do Canadá, onde pilotos que souberam conservar os pneus levaram significativa vantagem.
 
"Dois caras que fizeram uma parada, com um largando em 15° [Sergio Perez] e o outro no fim do 'top 10' [Romain Grosjean] e eles chegaram em terceiro e segundo. Nós partimos da pole, lideramos até a volta 15, mas tivemos problemas de pneus sete voltas antes do fim", descreve.
 
"Lewis [Hamilton] adotou uma estratégia de duas paradas e fez ela funcionar. Em um estágio que parecia uma coisa muito ousada para desistir da liderança. Pelo menos conseguimos salvar pontos terminando à frente de Alonso", completa Horner.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias