Assunto Raikkonen mexe com o paddock em Abu Dhabi

Barrichello diz não estar "mendigando" vaga, Frank Williams desconversa e antigos chefes e rivais exaltam possível retorno

Raikkonen: o que será que ele pensa de um possível retorno?

Não demorou muito para o assunto Kimi Raikkonen/Williams vir à tona em Abu Dhabi. As especulações cada vez mais fortes em torno do campeão de 2007 agitaram o paddock da F-1 nesta sexta-feira.

Em posição de defesa, pois pode perder sua vaga e se afastar de vez da F-1, Rubens Barrichello reiterou sua vontade em ficar e destacou: "Não estou mendigando. Se me quiserem, estou aqui".
 
"Eu sou o que mais quero, o que mais tem lutado pelos interesses. Estou indo de box em box tentando fazer um jogo calmo. O que falar vai deturpar minhas condições e o melhor que faço é ficar quieto. Não tenho nada nem verbal, mas é uma condição que me parece boa", comenta.
 
Na entrevista coletiva dos chefes de equipe, Frank Williams também fez questão de deixar tudo no ar. "Em minha visão, como você pode esperar, vem a seguinte opinião: existe muitas suposições e não posso comentar sobre suposições, me desculpe por não poder ajudar."
 
"Não está exatamente claro quem estará nos carros. Estou certo de que Pastor estará em um. Rubens talvez. Ainda não tomamos nossa decisão e não vamos fazer sem antes falar com Rubens", destacou o dirigente.
 
Contudo, Raikkonen tem uma grande torcida a favor. Curiosamente, dois que torcem por seu retorno são seus antigos chefes, Martin Whitmarsh (McLaren) e Stefano Domenicali (Ferrari), que se mostraram empolgados com a ideia do retorno do piloto, atualmente no WRC.
 
"Sabemos que ele é rápido e as pessoas subestimam sua inteligência. Espero que ele esteja faminto e estou certo de que ele não perdeu a capacidade de nos arrepiar na F-1. Seria fantástico. Não vou aconselhar Sir Frank a fazer isso, mas seria excitante se o fizer", fala Whitmarsh.
 
"Claro, também não vou aconselhar, pois ele é experiente, mais do que eu. Conheço Kimi bem, é talentoso, forte e, se quer voltar, existe algo que quer mostrar. Ele quer mostrar que ainda é um dos mais fortes", analisa Domenicali.
 
Por fim, outro que espera sua volta é Michael Schumacher. "Gostaria de dizer que ficaria muito feliz em o ver de volta. Tivemos bons tempos na pista e fora delas. Será bom", destaca o heptacampeão mundial.
 
(Colaborou Luis Fernando Ramos, de Abu Dhabi)
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias