Aston Martin coloca em dúvida envolvimento na F1 após 2021

compartilhar
comentários
Aston Martin coloca em dúvida envolvimento na F1 após 2021
5 de jul de 2018 17:00

Montadora que se dizia interessada em fazer motor para novo regulamento diz que não se sente mais atraída por formato da categoria

Parceira da Red Bull desde 2016, a Aston Martin sempre revelou sua intenção de fazer um motor para a nova era da Fórmula 1 que se iniciará em 2021, com um novo regulamento técnico a ser definido.

No entanto, o interesse dos britânicos parece ter ido por água abaixo já que a redução de gastos no desenvolvimento das unidades não será tão substancial quanto se imaginava de início.

"Não parece que os novos regulamentos serão de interesse, infelizmente”, disse Andy Palmer, CEO da marca, à Autocar.

“A Aston estava interessada na base de que os custos seriam controlados e que a fórmula colocaria o controle de volta nas mãos do piloto. Eu não vejo os custos caindo o suficiente com os regulamentos que eu ouvi sendo discutidos. Eu vejo que o fato de gastar uma fortuna perseguindo um décimo de segundo por volta permanecerá.”

“Na Aston, amamos o esporte e gostaríamos de estar envolvidos, mas não podemos nos envolver em uma corrida armamentista.”

“É desnecessariamente caro e prejudica o esporte, porque quem tem a vantagem do décimo vai ganhar.”

“Eu não vou dizer que definitivamente não vamos fazer isso até que eu veja a proposta final, porque ainda há algumas áreas onde não há clareza suficiente. Mas se a porta for deixada aberta a uma guerra de gastos, então não estaremos envolvidos.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Cinco coisas que estarão em jogo no GP da Grã-Bretanha de F1

Previous article

Cinco coisas que estarão em jogo no GP da Grã-Bretanha de F1

Next article

F1 lança concurso para fãs inovarem em cobertura de TV

F1 lança concurso para fãs inovarem em cobertura de TV

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias