Aston Martin quer que "hyper-car" seja mais rápido que F1

Britânicos buscam em carro projetado por Adrian Newey mais velocidade do que um F1 em Silverstone

A fabricante de carros esportivos do Reino Unido anunciou parceria tecnológica com a Red Bull nesta quinta-feira, trazendo seu nome de volta à F1. 

O plano inicial é restringir o número de carros produzidos para apenas 99, com um preço estimado em mais de US $ 1 milhão de dólares. O CEO da companhia, Andy Palmer, disse que a missão é clara: ter um modelo de edição limitada que será mais rápido do que um F1.

Quando perguntado se o AM-RB 001 tinha que ser o carro de estrada mais rápido já criado, ele disse: "se você fizer isso, alguém sempre vai tentar te vencer, o que é o ponto principal."

"A razão de estarmos aqui hoje é o desejo de ter um carro mais rápido que um F1 em Silverstone ou em qualquer outra pista."

"Estou certo de que há outros carros que podem ir mais rápido do que isso nas retas. Não fazemos drag cars, fazemos carros que você pode usar. Essa é a razão de ser que usamos." 

Efeito solo de Newey

Embora a Aston Martin não tenha finalizado as especificações do motor para o carro ainda, foi confirmado que seu desempenho será ajudado pelos efeitos da aerodinâmica de solo. 

Falando sobre o plano, Adrian Newey disse: "meu projeto do último ano na universidade era sobre o efeito da aerodinâmica fornecidos a um carro de estrada. Quando comecei a pensar sobre este trabalho, eu trouxe o projeto de 1980 de volta."

Newey disse que a possibilidade de criar um carro de estrada lhe tinha dado o tipo de liberdade de design, o que tem faltado na F1 atualmente.

"É muito, muito mais aberto", disse ele. "Há mais espaço para a criatividade."

"O livro de regras da F1 agora quase projeta o carro para você. Acho que está claro na maneira como os carros têm convergido em termos de aparência."

"Com carros de estrada, há muito mais liberdade com a tentativa de fazer algo que eu acho que vai ser um pouco diferente de tudo o que está aí."

Aulas de F1

O chefe da Red Bull, Christian Horner acredita que o hyper-car provaria um ponto para os chefes da F1, em termos de desempenho.

"Acho que ele vai mostrar o que é possível ser feito com uma aerodinâmica sem restrições", disse. "Acredito que a F1 teria a intenção de mover os tempos de volta consideravelmente  mais rápido."

"Não é algo para 2017, mas nós gostaríamos ir mais longe, mas parece que somos apenas uma voz solitária."

"Mas a F1 tem que ser o que há de mais moderno. Com a aerodinâmica sem restrições. Esse carro será muito mais rápido. E as indicações iniciais que tivemos, é que ele gerou mais downforce do que qualquer carro já produzido."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags aston martin