Audi descarta plano para disputar a F1 a partir de 2016

Em entrevista à 'Autosport', Wolfgang Ullrich assegurou que a montadora não tem planos para entrar na categoria máxima do automobilismo

Wolfgang Ullrich negou os planos da Audi para a F1'
Uma das montadoras de mais destaques em categoria de endurance, a Audi descartou qualquer possibilidade de ingressar no mundo da Fórmula 1. Respondendo negativamente a boatos que surgiram na imprensa europeia, o chefe das operações automobilísticas da equipe, o austríaco Wolfgang Ullrich, negou a chance da marca figurar na categoria.
 
[publicidade] “Não há decisão que nos leve a essa direção. O programa da Audi no momento é baseado no Mundial de Endurance e na DTM, e trabalharemos nisso para a próxima temporada. Não há qualquer outro programa em andamento”, garantiu Ullrich, em entrevista à ‘Autosport’.
 
Os boatos sobre o ingresso da Audi na categoria máxima do automobilismo nasceram depois de um acerto estratégico da própria montadora: a contratação de Stefano Domenicali, ex-chefe da Ferrari.
 
Para derrubar qualquer associação, Ullrich revelou que o trabalho do italiano na empresa não possui relações com o automobilismo. “Domenicali será responsável pelo desenvolvimento de negociações em novas áreas em serviços de mobilidade, complementares à Audi”. 
 
“Com toda a carreira adquirida, ele tem condições de apoiar, neste campo de atividade, a internacionalização da Audi da melhor maneira possível”, concluiu Ullrich. 
 
A declaração negativa do austríaco, desta forma, mantém a F1 com apenas uma novidade para o grid de 2016: a entrada da Haas, equipe do milionário americano Gene Haas.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias