Ausência de nanicas deve alterar disputa da classificação

Com quatro carros a menos no grid, número de eliminados nas duas primeiras partes do treino pode mudar

Com a confirmação de que as equipes Caterham e Marussia não vão participar do GP  dos Estados Unidos, a Federação Internacional de Automobilismo terá de alterar a forma de disputa da classificação.

[publicidade] Atualmente seis carros são eliminados da luta pela pole no Q1 e outros quatro, no Q2. Porém, como o grid terá 18 carros na prova norte-americana, apenas um carro ficaria efetivamente de fora na primeira parte – uma vez que o grid terá 18 carros e Sebastian Vettel não participará do treino pois sofrerá uma punição pela troca de componentes do motor e largará dos boxes.

Contudo, o regulamento esportivo prevê que, caso o grid esteja mais enxuto, haja uma mudança nas regras da classificação. Assim, se o grid tiver 18 carros, está previsto que quatro sejam eliminados no Q1 e outros quatro, no Q2. Ainda há necessidade de confirmação por parte dos comissários após a oficialização de que só haverá 18 carros na etapa.

Assim, 14 carros passarão para o Q2 e os 10 restantes ficarão na disputa pela pole. O mesmo deve ocorrer na etapa brasileira, que também não deve ter Marussia e Caterham.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias