Ausências forçam adiamento de votação sobre regras de 2017

Sem todos os membros na mais recente reunião do Grupo de Estratégia e da Comissão da Fórmula 1, a categoria terá de esperar mais alguns dias para saber quais serão as regras de motores para o futuro

A reunião do Grupo de Estratégia e da Comissão da Fórmula 1, realizada nesta terça-feira (26), seria de extrema importância para definir os rumos das regras para a temporada 2017. Seria.

Segundo o Motorsport.com apurou, a votação foi adiada por falta de quórum da Comissão - formada pela FOM (Formula One Management), FIA (Federação Internacional de Automobilismo), equipes, patrocinadores e promotores da categoria.

Sem todos os membros presentes - entende-se que, entre os ausentes estão que não puderam ir ao encontro - a votação teve de ser adiada.

Em relação ao aspecto dos carros, as mudanças que devem torná-los cerca de cinco segundos por volta mais velozes estão definidas - houve uma tentativa de barrar tais modificações por parte de algumas equipes, especialmente a Mercedes, logo descartada por falta de apoio.

Com isso, a F1 deve ver carros mais largos e maiores no próximo ano. Entretanto, os mais recentes encontros do Grupo de Estratégia e da Comissão da F1 não resultaram em uma aprovação das mudanças nas regras de motores para redução dos custos e nivelamento de desempenho.

Enquanto o Grupo de Estratégia já aprovou um plano de dois anos que reduzirá os custos - uma das medidas é limitar o número de motores a três por ano - mas a questão estacionou na Comissão da F1.

Para tentar solucionar a questão das ausências, uma votação via internet deve ser feita nos próximos dias para definir se a ideia proposta pelas fabricantes será aprovada, além de outras mudanças como o aumento do limite de combustível nos carros. Espera-se que tal votação se encerre até o final desta semana.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias