B. Senna lembra Ayrton e vê Nasr como peça para 'ajudar' automobilismo

Ex-piloto da Hispania, Lotus e Williams comemorou o acerto de mais um brasileiro para o grid de Fórmula 1

Bruno Senna foi tietado por centenas de torcedores em Interlagos
Impossível não associar Ayrton Senna ao Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. Vinte anos após a morte de uma das maiores lendas do automobilismo, o nome do tricampeão mundial figura no paddock, ainda mais quando Bruno Senna está presente. Neste sábado, no dia do treino de classificação para a corrida, não foi diferente.
 
[publicidade] Presente na corrida deste ano como comentarista da ‘Sky Sports’, Bruno se tornou uma das pessoas mais tietadas assim que chegou ao paddock em Interlagos. Em rápida pausa entre as fotos, autógrafos e a transmissão da emissora inglesa, o sobrinho de Ayrton Senna conversou com a imprensa e relembrou a marcante ‘presença’ do tio na pista.
 
“Aqui tem o S do Senna, tem um monte de detalhes na pista que trazem lembranças do Ayrton. Com certeza, ele está sempre na nossa mente quando visitamos qualquer circuito, mas principalmente o Autódromo de Interlagos”, declarou o ex-piloto de F1, com passagens pela Hispania, Lotus e Williams.
 
Bruno Senna teve uma carreira curta na F1. O período de três anos do piloto terminou em 2012, justamente quando Felipe Massa se tornou a única opção brasileira na categoria até esta semana, quando a Sauber anunciou a contratação de Felipe Nasr para 2015.
 
O acordo do brasiliense para subir à categoria máxima do automobilismo anima Bruno Senna, que vê Nasr como uma peça importante para a evolução da modalidade no Brasil.
 
“Muito importante mais um brasileiro. Ele será muito importante para dar uma ajuda, e espero que a Sauber esteja melhor no ano que vem para dar uma chance de verdade a ele”, opinou Bruno, que revela a receita para Nasr provocar um ‘boom’ no país.
 
“Tudo vai depender do resultado que ele terá. O automobilismo no Brasil sempre foi muito dependente do sucesso dos pilotos. Se eles vencerem corridas (Massa e Nasr), e o Felipe Nasr tiver mais sucesso no futuro, pode ajudar. Quanto mais rápido ele tiver resultado melhor, essa é a lei do automobilismo”, encerrou Bruno, antes de posar para mais uma das inúmeras ‘selfies’ que tirou com fãs durante este sábado.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias