Baku: 'fugir' de Le Mans aumentou venda de ingressos

compartilhar
comentários
Baku: 'fugir' de Le Mans aumentou venda de ingressos
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Gabriel Carvalho
7 de fev de 2017 15:03

Organização do agora nomeado GP do Azerbaijão revelou que esforços para evitar conflito de data com 24 Horas de Le Mans já traz dividendos em termos de venda de ingressos e interesse na prova

Baku city circuit at turn 11 with the castle
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Start of the race
Fernando Alonso, McLaren MP4-31
The grid before the start of the race

No ano de estreia de Baku - batizado como GP da Europa - houve o conflito com as 24 Horas de Le Mans, algo que teve impacto negativo em termos de público e cobertura da mídia.

Para este ano, o renomeado GP do Azerbaijão fez de tudo para evitar o conflito e conseguiu - a prova acontece uma semana após a corrida em La Sarthe.

O promotor da prova, Arif Rahimov, revelou que os esforços já mostram resultados positivos em termos de venda de ingressos para a corrida deste ano. "É ótimo ter mais espectadores e cobertura da mídia para esta corrida", disse.

"As vendas estão bem melhores - em relação ao mesmo período no ano passado, vendemos agora cinco vezes mais ingressos."

"No ano passado, muita gente teve a chance de ver a corrida e atraímos espectadores de outros países. Estamos felizes por eles não serem obrigados a escolher entre as duas provas. Pelo lado da mídia, Le Mans é um evento enorme e muitos veículos acabaram escolhendo uma das etapas, o que não vai acontecer neste ano", afirmou.

"Outro aspecto positivo é que nossa corrida não é daquelas que se segue no final de semana seguinte de outra prova, então temos mais tempo para nos preparar em conjunto com a F1 e o corpo técnico da categoria para termos certeza de que a pista está nas melhores condições. No ano passado, a logística foi um pesadelo para nós", acrescentou.

Por fim, Rahimov acredita que a prova deste ano será mais emocionante do que a corrida de estreia de Baku na F1 - uma das decepções em 2016 foi a falta de ação nas ruas do Azerbaijão - e cita o GP da Rússia como exemplo positivo.

"O primeiro ano em Sochi foi chato - sem acidentes, nada aconteceu. Não digo que a pista é chata - é ótima - mas a primeira corrida foi monótona, como aconteceu com a nossa. No ano seguinte, foi excelente", contou.

"Tem mais a ver com a confiança dos pilotos do que com as mudanças nas regras. Uma vez que os pilotos estejam mais confiantes em relação ao ano passado, a corrida será mais interessante", completou.

Próxima Fórmula 1 matéria
Para Webber, carros de 2017 serão velozes "como há dez anos"

Previous article

Para Webber, carros de 2017 serão velozes "como há dez anos"

Next article

Hamilton: mais de 8 mil inscrições em concurso de capacete

Hamilton: mais de 8 mil inscrições em concurso de capacete

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Azerbaijão
Localização Baku City Circuit
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias