Balanço de meio de ano da F1: Renault e o crescimento tímido

Seguindo nossa retrospectiva da primeira fase da temporada de 2017 da F1, relembramos como foi o primeiro semestre da equipe francesa

A primeira fase de temporada para a Renault envolveu uma recuperação tímida dentro da pista e especulações com seus pilotos fora dela.

A primeira fase de temporada para a Renault envolveu uma recuperação tímida dentro da pista e especulações com seus pilotos fora dela.
1/11

Photo by: XPB Images

A Renault esperava dar um salto de qualidade após um ano difícil em 2016. Para isso, decidiu apostar no R.S.17 e na dupla Nico Hulkenberg e Jolyon Palmer.

A Renault esperava dar um salto de qualidade após um ano difícil em 2016. Para isso, decidiu apostar no R.S.17 e na dupla Nico Hulkenberg e Jolyon Palmer.
2/11

Photo by: LAT Images

De certa forma isso aconteceu, mas ainda de forma discreta. A equipe chegou às férias da F1 com 26 pontos, 20 a mais do que no mesmo estágio do ano passado.

De certa forma isso aconteceu, mas ainda de forma discreta. A equipe chegou às férias da F1 com 26 pontos, 20 a mais do que no mesmo estágio do ano passado.
3/11

A equipe atualmente está em oitavo nos construtores, uma posição à frente do que após o GP da Hungria de 2016. Ainda é pouco para os objetivos da Renault.

A equipe atualmente está em oitavo nos construtores, uma posição à frente do que após o GP da Hungria de 2016. Ainda é pouco para os objetivos da Renault.
4/11

Um dos pilares da evolução foi no desenvolvimento do motor que entrou em ação em junho. De lá para cá, Hulkenberg pontuou por duas vezes, incluindo o sexto lugar em Silverstone.

Um dos pilares da evolução foi no desenvolvimento do motor que entrou em ação em junho. De lá para cá, Hulkenberg pontuou por duas vezes, incluindo o sexto lugar em Silverstone.
5/11

Contudo, um dos pontos fracos segue sendo a confiabilidade. A Renault ainda não conseguiu atingir o patamar para poder completar corridas de forma consistente.

Contudo, um dos pontos fracos segue sendo a confiabilidade. A Renault ainda não conseguiu atingir o patamar para poder completar corridas de forma consistente.
6/11

Já Palmer chega às férias mais questionado que nunca. Em 11 corridas, o inglês ainda não pontuou, nem conseguiu superar uma única vez sequer Hulkenberg nas classificações.

Já Palmer chega às férias mais questionado que nunca. Em 11 corridas, o inglês ainda não pontuou, nem conseguiu superar uma única vez sequer Hulkenberg nas classificações.
7/11

Photo by: XPB Images

Palmer também acabou ficando marcado por alguns erros de pilotagem – um deles aconteceu justamente na Hungria.

Palmer também acabou ficando marcado por alguns erros de pilotagem – um deles aconteceu justamente na Hungria.
8/11

E existe uma sombra de respeito de olho nesta vaga na Renault. Robert Kubica protagonizou uma volta surpreendente ao cockpit de um F1 e se coloca como sério candidato ao time.

E existe uma sombra de respeito de olho nesta vaga na Renault. Robert Kubica protagonizou uma volta surpreendente ao cockpit de um F1 e se coloca como sério candidato ao time.
9/11

Kubica já completou testes com a Renault (incluindo um dia com o modelo de 2017 na Hungria), o que deixou a equipe impressionada.

Kubica já completou testes com a Renault (incluindo um dia com o modelo de 2017 na Hungria), o que deixou a equipe impressionada.
10/11

Portanto, a Renault iniciará o segundo semestre na tentativa de continuar na crescente e, enfim, resolver a situação de seus pilotos para o futuro.

Portanto, a Renault iniciará o segundo semestre na tentativa de continuar na crescente e, enfim, resolver a situação de seus pilotos para o futuro.
11/11

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica , Nico Hulkenberg , Jolyon Palmer
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Conteúdo especial