Banco não renova e Nasr se complica na F1, diz jornal

84,158 visualizações

Segundo Folha de S. Paulo, Banco do Brasil não renovará com Sauber ou patrocinará outra equipe para permanência de brasileiro na categoria

O futuro de Felipe Nasr na Fórmula está cada vez mais incerto. Neste sábado (19) o jornal Folha de S. Paulo informou que o Banco do Brasil não renovou contrato com a Sauber e não vai colocar dinheiro em outro time, o que poderia inviabilizar a permanência do brasileiro na Fórmula 1.

Segundo a publicação, a estatal gasta por volta de R$ 50 milhões por ano e o acordo mantém Nasr na escuderia ate o fim de 2016.

O jornal apurou que a Petrobras foi procurada, já que uma solução procurada foi a presença de outras estatais apoiando o brasileiro, mas sem sucesso.

O piloto possui contrato pessoal com o banco até 2019, sendo que está ao lado de Nasr desde 2011, quando foi envolvido em um projeto de internacionalização da marca, deixado de lado recentemente.

Ainda segundo a matéria, o valor que mantém Nasr na Fórmula 1 é praticamente o mesmo que o banco utiliza em seu projeto no voleibol, que também teve valores revistos e com uma das maiores taxas de retorno.

Além da Sauber, a Manor ainda não definiu a dupla de pilotos para a temporada 2017. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Nasr
Tipo de artigo Últimas notícias