Barrichello, 16º, lamenta falha de comunicação com os boxes

compartilhar
comentários
Barrichello, 16º, lamenta falha de comunicação com os boxes
Por: Julianne Cerasoli
28 de ago de 2011 14:48

Brasileiro se diz feliz por Maldonado ter pontuado em corrida na qual a Williams se mostrou melhor, mas aponta tempo perdido

Barrichello e Maldonado fizeram boa parte da prova juntos

A corrida de Rubens Barrichello foi o exemplo de como um detalhe pode ser decisivo na F-1. Uma falha na comunicação entre engenheiro e piloto fez o brasileiro perder muito tempo na pista e tirou a possibilidade dos brasileiro chegar nos pontos. A honraria ficou com seu companheiro de Williams, Pastor Maldonado, enquanto Barrichello foi o 16º.

“A gente teve um problema de falta de comunicação com os boxes. A estratégia era de três paradas com a possibilidade de duas. Então, quando você está andando forte e vê seu companheiro parando antes, aquilo é um bom sinal de que você pode ir a duas.”

“Quando eu falei para eles que meu pneu começou a vibrar, era para dar uma ideia para eles de que teria de parar em três ou quatro voltas e o Maldonado já tinha parado. Daí eles me chamaram e eu não parei, porque achei que eles tinham reagido ao que eu tinha falado da vibração. Foi quando eu peguei o Rosberg e o Massinha saindo do box e perdi uns cinco segundos. Foi uma falta de informação e novamente fiquei sem Kers nas últimas vinte voltas. Fez falta.”

O brasileiro acredita que, sem os problemas, seria possível chegar nos pontos, como o décimo lugar de Maldonado mostrou.

“Hoje o rendimento do carro foi para chegar em décimo, tanto do Maldonado, quanto da minha parte. Estávamos andando muito parecido, mas não era possível os dois entrarem nos pontos. Só um poderia ter marcado e fico feliz por ele.”

Barrichello falou ainda ao TotalRace sobre as negociações para a renovação de seu contrato para 2012.

“Tenho de continuar na minha luta com a equipe. Neste final de semana, tivemos algumas conversas boas. Vamos continuar numa boa, trabalhando no meu bem-estar e para fazer mais pontos. Hoje, por exemplo, foi uma corrida legal, agressiva, com ultrapassagens. Um puxou o outro e saiu o resultado. É lógico que eu queria marcar o ponto, mas em benefício do time foi bom.”

Já Pastor Maldonado celebrou bastante o ponto obtido com a décima colocação: "Estou muito feliz em marcar um ponto para mim e para a equipe. É um grande avanço. Durante a corrida, nosso ritmo estava muito consistente e estou feliz por isso e por meu país. Finalmente, temos alguns pontos e é ainda melhor conquistá-los em uma pista especial. Foi uma corrida difícil largando de trás, mas forcei em todas as voltas."

(colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Spa)

Próxima Fórmula 1 matéria
Kobayashi se defende de Hamilton: "fiquei na minha linha"

Previous article

Kobayashi se defende de Hamilton: "fiquei na minha linha"

Next article

De último a quinto, Schumacher acha que dava para fazer mais

De último a quinto, Schumacher acha que dava para fazer mais

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Rubens Barrichello , Pastor Maldonado
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias