Barrichello vê crescimento de rivais enquanto Williams fica na mesma

compartilhar
comentários
Barrichello vê crescimento de rivais enquanto Williams fica na mesma
Por: Julianne Cerasoli
20 de ago de 2011 09:49

Brasileiro elogia o trabalho da Force India e afirma que sua equipe continuará lutando para conseguir introduzir peças novas

Barrichello durante GP da Hungria

Force India e Williams travaram uma dura batalha pelo sexto lugar no Mundial de Construtores ano passado, decidida apenas na última etapa, em Abu Dhabi, por um ponto. O cenário não poderia ser mais diferente em 2011: enquanto o time de Adrian Sutil e Paul Di Resta se tornou habitué da terceira fase da classificação nas últimas provas – três vezes em quatro provas, nas quais somou 16 pontos (ou mais de 60% dos conquistados no ano) – o time de Rubens Barrichello e Pastor Maldonado segue sem encontrar um rumo.

“Acho que a Force India teve um grande salto adiante, estão merecendo largar na frente e a posição do Sutil na Alemanha e do Di Resta na Hungria foram excepcionais. Basicamente, eles estão fazendo o papel que a gente conseguiu fazer no ano passado”, afirmou Barrichello ao TotalRace.

O piloto refere-se ao salto de qualidade que a Williams deu a partir do GP da Europa de 2010, quando conquistou seu melhor resultado no ano, o quarto lugar. Até então, a equipe de Grove havia marcado apenas oito pontos no campeonato. E terminou o Mundial com 69, superando justamente a Force India.
Voltando a 2011, no entanto, Barrichello não demonstra muita esperança de que o cenário siga o mesmo caminho.

“A gente continua lutando, lutando. As coisas novas não têm tido tanta função dentro do carro, apesar de termos usado a asa nova e termos voltado a utilizar o Kers na Hungria. Porém, outras coisas voltaram a ser velhas, pois são aquelas que funcionam, então não tem havido muito progresso nesse sentido. A luta continua de tentar testar muitas coisas em cada pista e ver o que acontence.”

A Williams ocupa atualmente a última posição entre as equipes que pontuaram no ano – todas menos Virgin, Hispania e Lotus – com quatro pontos, enquanto a Force India soma 26. A rival mais próxima é a Toro Rosso, com 22 pontos. 

Próxima Fórmula 1 matéria
Pilotos da Lotus veem oportunidade no GP da Bélgica

Previous article

Pilotos da Lotus veem oportunidade no GP da Bélgica

Next article

Domenicali apoia Massa, mas aguarda melhora até o final do ano

Domenicali apoia Massa, mas aguarda melhora até o final do ano

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Rubens Barrichello
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias