Bernie culpa McLaren por fracasso em parceria com Honda

Antigo dirigente máximo da F1 afirma que equipe inglesa não soube trabalhar em conjunto com fabricante japonesa nos últimos três anos

Bernie Ecclestone, antigo chefão da F1, vê um único culpado pelo fracasso da parceria entre McLaren e Honda: a equipe inglesa. Segundo ele, a tradicional escuderia não soube trabalhar em conjunto com a fabricante japonesa, o que resultou no rompimento da parceria.

Mesmo que ainda não tenha sido oficialmente confirmado, McLaren e Honda já concordaram em dissolver a parceria técnica, iniciada em 2015. A equipe inglesa deverá passar a contar com o motor Renault, o que, por consequência, também deverá resultar na permanência de Fernando Alonso no time.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, Ecclestone mostrou uma visão particular da situação: “O acordo com a Renault está concluído. A permanência de Alonso é uma supernotícia. Mas eu não consigo ver por que a McLaren seria mais feliz com a Renault do que eles são com a Honda”, analisou.

“Não foi culpa da Honda que as coisas não deram certo. Foi da McLaren. Todos os dias eles brigavam sobre tudo em vez de trabalhar em conjunto, o que foi um pouco de estupidez.”

A Honda deverá encontrar refúgio na Toro Rosso, que será sua única cliente na F1 em 2018.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias