Bernie Ecclestone culpa Ferrari por regra da pontuação dobrada

Executivo revela diálogo com Montezemolo e diz que inovação foi pensada para ajudar "a equipe mais famosa do mundo"

Apesar de ter dito que a regra da pontuação dobrada na última prova era “muito artificial”, o presidente Luca di Montezemolo teria concordado com ela a portas fechadas. Pelo menos é o que garantiu Bernie Ecclestone ao jornal City A.M. Segundo o executivo, a inovação foi provocada justamente pela equipe italiana.

“Esta regra foi concebida justamente para ajudar a equipe mais famosa do mundo”, revelou Bernie. “Ele (Montezemolo) estava falando sobre isso e eu respondi: ‘É muito simples saber o motivo de termos esta regra. É apenas porque vocês (Ferrari) não estão realizando o que deveriam realizar”, contou o inglês de 83 anos. “Se vocês fizessem o que vocês deveriam fazer, não haveria qualquer necessidade para isso. E ele (Montezemolo) respondeu: 'Eu sei, eu sei'", continuou Bernie.

Este ano a última prova do campeonato, que será disputada em Abu Dhabi, terá pontuação dobrada. O vencedor, por exemplo, somará 50 pontos na tabela e não 25, como nas provas anteriores.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias