Bernie Ecclestone planeja retorno da Fórmula 1 à África

Novamente no controle da categoria, após ser 'reeleito' pelos principais acionistas da F1, Ecclestone vislumbra um GP na África do Sul

Ecclestone quer o retorno da categoria ao solo africano
Novamente no controle comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone já age para trazer novidades para a categoria máxima do automobilismo. Nesta sexta-feira, o chefão confirmou o desejo de retornar ao continente africano e também de realizar uma segunda prova nos Estados Unidos.
 
[publicidade]“Queremos uma corrida na África do Sul, pois seria ótimo voltar a esta parte do mundo. Os americanos, por outro lado, têm uma corrida e querem mais uma”, declarou Ecclestone, em conversa com a agência de notícias ‘RIA Novosti’.
 
O trabalho de Ecclestone para recolocar a África do Sul no mapa da Fórmula 1 poderá encerrar uma lacuna de mais de 20 anos. A última prova no país (e no continente) ocorreu em 1993; o plano do chefão da F1 é viabilizar um circuito urbano no país.
 
Há 21 anos, o francês Alain Prost se sagrou como vencedor da prova, a última no continente.
 
Em caso de nova prova na África nos Estados Unidos, o calendário teria que se adequar – e algumas pistas saírem do campeonato. O diretor executivo da categoria máxima do automobilismo tratou de afastar qualquer rumor sobre a prova mais jovem da F1.
 
“ A Rússia é muitíssimo importante e trabalhamos para esta prova durante 30 anos. A organização foi perfeita, todas as equipas ficaram contentes e queremos lá estar”, encerrou Ecclestone.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias