"Bicos ainda vão mudar", acredita diretor da Toro Rosso

Para James Key, equipes precisam ser flexíveis neste início de temporada e mudanças ainda podem ocorrer

As mudanças no regulamento para 2014 provocaram um início de ano que há muito não se via na F1, com vários projetos diferentes em relação a parte frontal dos carros. Para o diretor técnico da Toro Rosso, James Key, no entanto, muitas das soluções encontradas ainda serão dispensadas e trocadas, assim que as primeiras conclusões dos testes de pré-temporada aparecerem.

“Para nós, o bico que pensamos foi uma solução lógica, após testarmos no simulador, mas creio que muitos bicos ainda vão mudar durante a temporada. Todos temos que ser flexíveis”, disse Key.

Para o engenheiro, as equipes devem estar abertas a novas concepções de bico, embora ela reconheça que seja difícil muito difícil alterar demasiadamente o carro, adotando, por exemplo, um bico como o da Ferrari ou da Mercedes.

“A maioria das equipes encontraram soluções frontais parecidas com as nossas. E é possível dizer que nosso carro não feito para ter um bico como o da Ferrari, que é diferente dos demais. Mas existem algumas direções que ainda poderemos seguir, caso seja necessário e precisamos estar abertos a elas. Será muito importante a partir de agora ouvir os pilotos e analisar bem o desempenho do carro na pista”, concluiu.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias