Boletim de segunda-feira diz que estado de Schumacher continua crítico

Por estabilidade clínica, equipe médica do hospital de Grénoble não planeja dar novas entrevistas coletivas nos próximos dias

A equipe médica que trata o alemão Michael Schumacher na França, após um acidente de esqui em 29 de dezembro, ainda diz que seu estado de saúde é crítico. Para eles, o quadro é estável, mas ainda é motivo de muita preocupação pelas possíveis lesões neurológicas depois de ter perdido sangue após chocar sua cabeça com uma pedra.

O acidente aconteceu na estação de esqui de Méribel, na França. Schumacher havia acabado de socorrer amigos entre duas pistas demarcadas, quando perdeu o controle e atingiu uma pedra com a cabeça.

"O estado clínico de Michael Schumacher é considerado como estável e é constantemente monitorado pelos médicos que estão administrando seu tratamento”, disse o hospital em comunicado oficial.

"No entanto, a equipe médica responsável sublinha que não vai parar de considerar a condição de Michael como crítica.

"A privacidade que demanda o paciente significa que não vamos entrar em detalhes sobre seu tratamento, e é por isso que não planejamos nenhuma conferência de imprensa e nem dar à imprensa escrita mais para o momento.”

"Voltamos a pedir insistentemente que respeitem isso e fiquem com as informações dadas pela equipe médica responsável pelo paciente ou sua gestão, pois estas serão as únicas informações válidas."

Esta segunda marca o nono dia de internação de Schumacher. O alemão permanece em coma.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias