Bottas bate Hamilton e conquista a pole para o GP da Rússia

compartilhar
comentários
Bottas bate Hamilton e conquista a pole para o GP da Rússia
29 de set de 2018 13:06

Finlandês dá o bote no Q3 e garante posição de honra no palco de sua primeira vitória na F1; Vettel fecha em terceiro

Valtteri Bottas conquistou a pole position para o GP da Rússia, em Sochi, superando Lewis Hamilton na última fase da classificação. Já Sebastian Vettel parte em terceiro.

O finlandês da Mercedes se destacou no Q3 ao marcar uma volta em 1min31s387, enquanto que Hamilton, que pintava como favorito à pole, errou em sua tentativa final e ficou em segundo.

A Ferrari cravou a segunda fila, mas ainda distante da Mercedes: Vettel ficou 0s5 atrás, enquanto que Kimi Raikkonen teve 0s8 de atraso.

A Red Bull não avançou ao Q3, já que ambos seus pilotos sofreram punições no grid de largada por troca de motor e não atuaram na segunda fase do treino. Assim, Kevin Magnussen e Esteban Ocon garantiram a terceira fila. Veja como foi:

Q1: Hamilton sobra em 1-2 da Mercedes

Ninguém perdeu tempo no início do Q1, sendo que todos os pilotos deixaram a garagem logo de cara com pneus hipermacios, os mais velozes do fim de semana. Os pilotos da Ferrari, que foram os primeiros ponteiros a marcar tempos, ditaram as ações, com Vettel anotando 1min33s534.

Mas a Mercedes tomou as rédeas assim que Hamilton e Bottas anotaram suas voltas. O finlandês primeiramente assumiu a ponta, mas o líder do Mundial emendou tentativas fortes para fechar à frente, com 1min32s410. Isso foi suficiente para o deixar com meio segundo de vantagem para o parceiro.  

A Red Bull, com as punições no grid confirmadas, veio à pista somente nos instantes finais para escapar da zona de eliminação. Verstappen terminou em terceiro, imediatamente à frente de Ricciardo e das duas Ferrari – que tiveram Raikkonen em quinto, Vettel em sexto, este mais de 1s atrás. 

Assim, a zona de eliminação acabou com Brendon Hartley, Fernando Alonso, Sergey Sirotkin, Stoffel Vandoorne e Lance Stroll. O russo, piloto da casa, provocou o maior susto do Q1 ao rodar nos lances finais e tocar levemente no muro, o que provocou uma bandeira amarela nos instantes decisivos.

Q2: Hamilton na frente em fase parada

Os ponteiros iniciaram a segunda fase da classificação com uma estratégia diferente. Hamilton, Bottas, Vettel e Raikkonen partiram de ultramacios, já que, caso conseguissem avançar ao Q3 com estes compostos, usariam o pneu demarcado em roxo na primeira fase da corrida.

Hamilton continuou ditando o ritmo ao registrar 1min32s595, ficando 0s1 à frente de Bottas. A Ferrari continuou a apresentar um déficit de rendimento, com Vettel e Raikkonen, respectivamente terceiro e quarto, a 0s4 do tempo do inglês.

O quarteto chegou a voltar à pista ao fim do Q2 com pneus hipermacios, mas nenhum melhorou seu tempo. Isso significa que Mercedes e Ferrari largarão para a prova com ultramacios, em tese mais duráveis que os hipermacios.

No entanto, no pelotão intermediário, a estratégia de pneus e as punições de grid já confirmadas previamente deixaram a fase um pouco parada, sem muita ação na pista. Os únicos demais que marcaram tempos avançaram ao Q3: Leclerc, Grosjean, Ocon, Magnussen, Pérez e Ericsson. Os demais não registraram voltas cronometradas.

Q3: Bottas reage e crava pole

Por mais que Hamilton viesse dominando as ações até então, foi Bottas quem levou a melhor no primeiro “round” na luta pela pole position: o finlandês virou em sua primeira tentativa 1min31s528, apenas 0s004 à frente do parceiro de equipe.

Novamente a Ferrari apareceu com uma desvantagem significativa na primeira tentativa, já que Vettel ficou 0s6 atrás de Hamilton e Raikkonen praticamente 0s1 atrás.

Hamilton iniciou a segunda tentativa disposto a dar o troco, mais de 0s2 mais rápido do que Bottas na primeira parcial. No entanto, o inglês errou na segunda parcial, e, ainda por cima, o finlandês melhorou seu tempo com 1min31s387, garantindo a pole.

Magnussen ficou com o quinto posto no grid, à frente de Ocon, Leclerc, Pérez, Grosjean e Ericsson.

Como fica o grid:

Cla # Piloto Chassi Motor Tempo Diferença km/h
1 77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 1'31.387   230.369
2 44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 1'31.532 0.145 230.004
3 5 Germany Sebastian Vettel Ferrari Ferrari 1'31.943 0.556 228.976
4 7 Finland Kimi Raikkonen Ferrari Ferrari 1'32.237 0.850 228.246
5 20 Denmark Kevin Magnussen Haas Ferrari 1'33.181 1.794 225.934
6 31 France Esteban Ocon Force India Mercedes 1'33.413 2.026 225.373
7 16 Monaco Charles Leclerc Sauber Ferrari 1'33.419 2.032 225.358
8 11 Mexico Sergio Perez Force India Mercedes 1'33.563 2.176 225.012
9 8 France Romain Grosjean Haas Ferrari 1'33.704 2.317 224.673
10 9 Sweden Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1'35.196 3.809 221.152
11 55 Spain Carlos Sainz Jr. Renault Renault 1'34.626 3.239 222.484
12 27 Germany Nico Hulkenberg Renault Renault 1'34.655 3.268 222.416
13 35 Russian Federation Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1'35.612 4.225 220.189
14 2 Belgium Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1'35.977 4.590 219.352
15 18 Canada Lance Stroll Williams Mercedes 1'36.437 5.050 218.306
16 14 Spain Fernando Alonso McLaren Renault 1'35.504 4.117 220.438
17 3 Australia Daniel Ricciardo Red Bull TAG 1'33.247 1.860 225.774
18 33 Netherlands Max Verstappen Red Bull TAG 1'33.048 1.661 226.257
19 10 France Pierre Gasly Toro Rosso Honda 1'34.383 2.996 223.057
20 28 New Zealand Brendon Hartley Toro Rosso Honda 1'35.037 3.650 221.522
Próxima Fórmula 1 matéria
Wehrlein está em “longa lista” para segunda vaga na STR

Previous article

Wehrlein está em “longa lista” para segunda vaga na STR

Next article

PLACARES: Confira as disputas internas de cada time na F1

PLACARES: Confira as disputas internas de cada time na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Tipo de matéria Relato de classificação