“Bottas não vai bater Hamilton”, acredita De La Rosa

Ex-piloto da Fórmula 1 e atualmente comentarista da TV espanhola, Pedro crê que Mercedes continuará tendo melhor carro

Mais rápida nas últimas três temporadas, a Mercedes estará na frente na temporada de 2017. Pelo menos é nisso que acredita o ex-piloto da Fórmula 1, Pedro de la Rosa. O espanhol crê que, pelo fato de o time alemão ter estado muito na frente nos últimos anos, tenha vantagem aerodinâmica no uso de túneis de vento.

"Eu tenho certeza que a Mercedes trabalhou mais do que ninguém no túnel de vento", disse De la Rosa ao Motorsport.com.

"Você está limitado por horas de túnel de vento, e todo mundo está usando a quantidade máxima de horas agora. Então, o diferencial é a quantidade de horas que você passou no passado. E quem passou mais horas foi a Mercedes, porque já eram 0s7 mais rápidos que o segundo time."

De la Rosa considera Valtteri Bottas um bom reforço para sua nova equipe, embora espere que Lewis Hamilton prevaleça sobre o finlandês.

"Bottas vai andar muito bem. Ele é um piloto muito bom, e não vai ter nenhum problema", acrescentou De la Rosa.

"É sempre mais fácil quando você está em um carro muito bom. Ele quer se encaixar perfeitamente na equipe. Ele é um piloto trabalhador, não é político, quer fazer seu próprio desenvolvimento e não será incomodado pelo quão lento ou rápido Lewis for.”

"E haverá corridas onde ele vai bater Lewis, 100%. Ele não vai bater Lewis durante a temporada, mas quem é capaz de bater Lewis?”

"Na minha opinião, a grande perdedora aqui é a Williams. Eles perderam Bottas, e tiveram que pegar depois Massa. É um pouco estranho sob a minha visão."

O espanhol não está esperando um grande salto da Ferrari, time pelo qual foi piloto de testes até  2014.

"Eu acho que eles vão estar mais ou menos onde estiveram no último ano", disse ele. "Flavio Briatore disse uma vez que se você tiver as mesmas pessoas fazendo o pão, você vai ter o mesmo pão. Acho isso muito preciso."

De la Rosa, que atualmente é comentarista da TV espanhola, admitiu que é um fã do regulamento de 2017.

"Eu acho que as mudanças de regras são muito boas, e os carros vão ser muito mais difíceis de guiar para os pilotos. Vai ser um pouco mais duro", disse. "Ir cinco segundos mais rápido, vai ser muito mais difícil.”

"No final do dia, é o que todos nós queremos, porque estava um pouco fácil demais. Gerenciar desgaste e degradação dos pneus era um pouco chato."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pedro de la Rosa
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias