"Bottas pode se tornar um piloto excepcional", aponta diretor da Williams

Rob Smedley destaca velocidade, ritmo de corrida, humildade e espírito de equipe como pontos fortes do finlandês

Bottas festeja com membros da Williams após o pódio conquistado em Silverstone
Dois pódios consecutivos, quinto colocado no Mundial de Pilotos: o finlandês Valtteri Bottas tem sido uma parte importante na ressurreição da Williams nesta temporada. Com justiça, o piloto vêm recebendo constantes elogios da equipe. Para Rob Smedley, diretor de engenharia da equipe, Bottas possui os ingrediente para se tornar um fora-de-série.

“Valtteri é um piloto excelente, muito rápido e com um ritmo de corrida excepcional. Tem os pés no chão e não é mimado de nenhuma forma - nenhum dos nossos pilotos é, o que torna o nosso trabalho bem mais fácil. Meu conceito sobre ele cresce a cada semana. É um piloto muito bom, que pode se tornar um piloto excepcional. Temos sorte em tê-lo na equipe”, afirmou o inglês.

O engenheiro destaca também a humildade e o espírito de equipe de Bottas. “Ele aceita tranquilamente os conselhos que passamos, seja por coisas básicas ou sobre seu ritmo de corrida e a maneira como ele se comunica conosco pelo rádio. A comunicação feita no GP da Inglaterra - as informações que passamos para ele e as que recebemos de volta - foi excepcional. E é este nível de sinergia que você precisa entre um piloto e o pitwall para obter o melhor resultado possível”, pondera Smedley.

Após a corrida em Silverstone, o próprio Bottas havia destacado essa comunicação com os boxes como um fator fundamental pelo segundo lugar obtido. “Sempre nos comunicamos, eu e os engenheiros. Sempre sabíamos onde estávamos em termos de ritmo. Toda a equipe foi muito bem. É ótimo ter um pódio para a equipe aqui, GP da Grã-Bretanha, corrida de casa”.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias