Bottas quer renovação de “pelo menos dois anos” com Mercedes

Valtteri Bottas quer evitar mais uma renovação de um ano com a Mercedes e se comprometer por, pelo menos, mais duas temporadas.

O finlandês venceu três corridas em 2017 depois de a Mercedes lhe oferecer um contrato de um ano para substituir Nico Rosberg.

Ele fez por merecer uma extensão para 2018, sendo que, agora, ele e seu parceiro de equipe, Lewis Hamilton, ainda têm de negociar para permanecer no ano que vem.

Bottas afirmou que não estava com pressa para garantir seu futuro e que as conversas ainda não começaram de fato. 

“Eu gostaria de permanecer nessa equipe, e espero que por um longo tempo”, disse ao Motorsport.com. “Essa é minha meta. Contanto que eu continue rendendo como estou rendendo neste ano até agora, naturalmente tudo deve ficar OK.”

Bottas brincou que, se a Mercedes somente lhe oferecer mais um contrato de um ano, eles então “precisarão conversar”, e reiterou que espera garantir um acordo de vários anos.

“Eu sempre tive acordos de um ano, então eu naturalmente gostaria de saber pelo menos o que farei nos próximos dois anos”, disse.

Aos 28 anos, Bottas disse que não está interessado em receber uma oferta de outra equipe para ter vantagem nas negociações, e disse que possui uma boa relação com seu chefe, Toto Wolff. 

“Nós nos falamos muito. Estamos muito abertos sempre sobre minha performance, sobre a performance do carro. Ainda não conversamos sobre o próximo ano – pensamos que ainda seja um pouco cedo.”

A dinâmica interna na Mercedes é mais positiva entre Hamilton e Bottas do que era quando Nico Rosberg guiava pela equipe.

A relação tensa resultou em incidentes na pista, sendo que Hamilton e Bottas possuem uma parceria mais harmoniosa. 

“Ela começou bem, mas só melhorou na medida em que fomos nos conhecendo. Temos um ótimo respeito em ambas as partes”, disse o finlandês. 

“Depois da última corrida [quando detritos provocaram o furo em um pneu de Bottas, o que deu a vitória a Hamilton],logo depois ele veio até mim e disse: ‘Você fez uma corrida realmente muito boa e merecia vencer’.”

“Somos bons parceiros de equipe. Queremos ajudar a equipe juntos e trabalhar juntos, mas também queremos vencer. Ele é um piloto bastante completo, e eu sinto que estou ficando mais e mais completo o tempo inteiro.”

Bottas está em terceiro no Mundial de 2018 após cinco provas, 37 pontos atrás de Hamilton, que lidera.

Contudo, ele estaria em maior pé de igualdade com o inglês caso não tivesse perdido a vitória em Baku. 

“Foi, para uma corrida única, talvez a maior decepção. Liderando a três voltas para o fim e isso é tirado de você. É duro”, disse.

“Sabendo como ficaria a tabela do campeonato, foi duro, mas eu não consigo mudar isso. Agora, tenho essa quantidade de pontos e é a partir disso que devo trabalhar.”

Reportagem adicional de Robert Chinchero e Erwin Jaeggi

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Valtteri Bottas
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias