Boullier diz que Lotus não considerou deixar Kimi na pista no fim

Para equipe, era arriscado não parar com finlandês e perder rendimento aos poucos nas últimas voltas da prova

Com um pódio duplo em Nürburgring neste fim de semana, o time da Lotus pôde apagar as incertezas que ainda tinham nos novos com cinta de Kevlar. Segundo o chefe da equipe, Eric Boullier, desde os primeiros treinos o E21 apresentou bom ritmo na Alemanha.

O chefe também disse que a equipe jamais considerou não parar com Kimi quando o finlandês assumiu a liderança, no penúltimo stint. “Pensamos um pouco em Xangai 2012, então nosso objetivo era parar com Kimi desde o princípio. Os pneus não durariam por tanto tempo. Não acho também que Kimi gostaria de ficar na pista por mais tempo.”

“Para nós a degradação dos pneu, como também para outras equipes, era baixa. Sabíamos que poderíamos ir um pouco mais adiante.”

Boullier é otimista para a sequência do mundial. “Acho que teremos algumas boas corridas no futuro. O duto passivo está funcionando bem, foi difícil de acertá-lo. Vamos levá-lo onde tenhamos certeza de um ganho extra.”

Por fim, destacou a atuação do francês Romain Grosjean. “Para nós é uma nova base. Romain fez um fim de semana perfeito, bem em todas as sessões e muito rápido e consistente durante a prova.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias