Boullier lamenta atraso na McLaren: “Fizemos 50% do que esperávamos”

Diretor da equipe de Woking acredita que será difícil brigar pela ponta na Austrália; chefe da Honda discorda

Apesar de ter apresentado progressos nesta sexta-feira – com Fernando Alonso rodando 59 voltas e mais próximo dos principais rivais –, a McLaren admitiu que está abaixo do que havia projetado para a pré-temporada.

[publicidade]De acordo com Eric Boullier, diretor de corrida da equipe de Woking, recuperar o atraso na quilometragem perdida em Jerez de la Frontera, onde foi realizada a primeira bateria de testes, e no primeiro dia em Barcelona é um enorme desafio.

"Nós fizemos talvez 50% do que esperávamos fazer hoje", afirmou.

Com os treinos de pré-temporada na metade, Boullier confessou que a tendência é que a McLaren não chegue no GP de Melbourne, o primeiro do ano, em condições de brigar pela ponta.

Yasuhisa Arai, chefe da Honda, adota um tom mais otimista que Boullier. Para ele, há tempo suficiente para promover os ajustes necessários para que a McLaren chegue forte à Austrália.

"Eu não tenho nenhuma razão para pensar que não estaremos preparados para Melbourne", disse.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias