Brasil completa 6 anos sem vencer na F1; país e mundo mudaram

Com período recorde sem vitórias, Brasil e planeta já passaram por diversas mudanças desde que Rubens Barrichello recebia a bandeira quadriculada em primeiro no mesmo circuito que a categoria corre no próximo fim de semana

Quando Rubens Barrichello subiu no lugar mais alto do pódio no dia 13 de setembro de 2009, apresentando sua tradicional comemoração, a sambadinha, e permitindo ao Brasil ouvir o hino nacional na Fórmula 1 pela 101a vez , poucos imaginariam que uma potência da categoria estaria ali observando o seu último triunfo para iniciar seu maior jejum. Tanto os tiffosi presentes no Autodromo Nazionale di Monza, quanto os que acompanhavam a corrida pela televisão, testemunhavam ali a última vitória brasileira na categoria máxima da velocidade.

Neste período de jejum, o Brasil bateu na trave em quatro oportunidades, todas elas com Felipe Massa, que se recuperava de grave acidente na Hungria. Ao retornar para Ferrari, encontrou Fernando Alonso e passou pelo pior período de sua carreira na escuderia de Maranello. Lá conseguiu chegar em segundo lugar por mais três vezes e uma pela Williams, sua atual equipe. Hoje, o Brasil conta também com Felipe Nasr, jovem em quem tem depositada as fichas para o futuro na Fórmula 1.

Para ilustrar quão longo é o jejum brasileiro de vitórias, segue uma lista de fatos que mostram como o mundo já deu muitas voltas:

• Schumacher sequer tinha voltado a competir na Fórmula 1 pela Mercedes

• Adriano e Petkovic eram destaques do Flamengo, que viria a ser campeão daquele ano

• Kaká começava sua jornada no Real Madrid (passou depois por Milan, São Paulo e Orlando City)

• Lula ainda era o presidente da República

• Ronaldo "brilhava muito" no Corinthians

• Diego Armando Maradona era técnico da Argentina

• A Renault ainda era uma equipe da Fórmula 1

Romain Grosjean, Renault F1 Team• O dólar estava "apenas" na casa de R$ 1,80 (nesta terça-feira ele foi cotado a R$ 3,68, valorização acima de 100%)

• Mônica Iozzi era apenas uma novata no CQC

• Ricardo Teixeira era presidente da CBF

• Xuxa ainda era da Globo e apresentava o "TV Xuxa" aos sábados

• Vettel tinha apenas três vitórias na Fórmula 1 e nenhum título

Sebastian Vettel, Red Bull Racing

• Hélio Castroneves ainda comemorava a terceira vitória nas 500 Milhas de Indianápolis

• Felipe Massa se recuperava de grave acidente na Hungria

• Rio de Janeiro era declarada a sede dos Jogos Olímpicos de 2016

• Corintianos ouviam piadas por não terem vencido Libertadores

• Neymar fazia seus primeiros jogos como profissional do Santos

• Bruna Marquezine tinha 14 anos e era apenas uma atriz infanto-juvenil, distante de se tornar símbolo sexual

• Fátima Bernardes dividia a bancada do Jornal Nacional com William Bonner 

• O Orkut era a principal rede social dos brasileiros

• Osama bin Laden ainda era caçado pelos americanos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Pilotos Rubens Barrichello , Felipe Massa
Tipo de artigo Conteúdo especial