Brawn admite temer Mercedes mais avassaladora em 2018

Diretor esportivo da F1 diz que alemães têm tudo para fazer campanha mais forte no ano que vem: “Espero estar errado”

Diretor esportivo da F1, Ross Brawn admitiu temer que a Mercedes fique mais forte e venha com forma ainda mais avassaladora diante da concorrência na temporada de 2018 da F1.

Em 2017, a equipe manteve seu domínio com a conquista dos mundiais de pilotos e construtores, mas enfrentou concorrência ferrenha da Ferrari por boa parte da temporada.

Contudo, Brawn, ex-chefe da Mercedes na F1, acredita que a equipe alemã tem totais condições de dar um salto de qualidade no ano que vem, o que poderia proporcionar um campeonato menos equilibrado.

“Eles têm um ótimo grupo de pessoas, mas minha preocupação é de que eles fiquem ainda mais fortes agora”, disse à ESPN.

“Eles fizeram uma mudança na alta cúpula – Paddy Lowe saiu e James Allison chegou, e isso foi no meio da mudança no regulamento, o que não é fácil. Segundo o que eles mesmos disseram, o carro deste ano era como uma diva, e eu tenho forte suspeitas de que não será este o caso no ano que vem.”

“Então eu vejo – infelizmente, de muitas maneiras – uma continuação do rolo compressor. Apenas espero estar errado”, completou.

A Mercedes vem conquistando títulos dos pilotos e construtores desde 2014, quando os atuais motores V6 turbo híbridos foram adotados.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias