Brawn espera que Red Bull se sinta pressionada ano que vem

Chefe da Mercedes, um dos responsáveis pela época mais vencedora da Ferrari, diz que vitórias só aumentam responsabilidade

Com as conquistas do título de construtores no GP dos Estados Unidos e de pilotos no GP do Brasil, a Red Bull igualou a Ferrari, que até hoje havia sido a única equipe a conquistar por três vezes seguidas ambos os campeonatos em três anos consecutivos.

A equipe italiana, inclusive, chegou a cinco títulos seguidos, de 2000 a 2004. Um dos grandes responsáveis pela façanha na época foi Ross Brawn, hoje na Mercedes. O dirigente destacou que, mesmo com as conquistas, nunca se sentiu completamente realizado. “No nosso caso, foi fantástico vencer, mas sempre havia a pressão para o ano seguinte – você quer vencer, repetir, fazer de novo. A F-1 é tão intensa que você raramente pode sentar e sentir que o trabalho foi feito. Há um sentimento de elevação, mas o medo de falhar está imediatamente lá para o ano seguinte. São várias emoções misturadas”.

Brawn valorizou o feito da Red Bull. “Vencer uma corrida é um grade desafio, vencer corridas suficientes para ganhar um campeonato é muito especial, e fazer isso por anos consecutivos é ainda mais especial. Mas eu sei que isso não vai durar muito, pois eles já estão pensando no ano que vem”.

Nos três primeiros títulos da era Schumacher na Ferrari, o time italiano venceu nada menos que 36 corridas das 51 disputadas. Para se ter uma ideia, mesmo com o atual domínio, a Red Bull soma 28 vitórias nos últimos 58 GPs.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias