Brawn: "Mercedes segue forte no próximo ano"

Ex-chefe de time alemão acredita que atuais campeões seguirão ditando o ritmo em 2017, mesmo com a mudança de regras que a Fórmula 1 implantará no próximo ano

Ross Brawn, ex-chefe da Mercedes e atual consultor do Liberty Media, grupo que iniciou a aquisição da Fórmula 1 mais cedo neste ano, crê que nem mesmo as mudanças nas regras tirarão a Mercedes do topo na próxima temporada.

Os motores seguem com o mesmo formato híbrido implantado em 2014, mas os carros terão mais pressão aerodinâmica e pneus mais largos - tanto na dianteira quanto na traseira. Pra Brawn, tais mudanças não serão suficientes para abalar o domínio da equipe alemã em 2017.

"A Mercedes deve ter concentrado os esforços no carro do próximo ano bem cedo, quando percebeu o carro que tinha para esta temporada", disse Brawn em entrevista ao site da FIA (Federação Internacional de Automobilismo). 

"Se estivesse ali, e tenho certeza de que fizeram o mesmo, diria 'ok, temos um carro muito forte e só podemos ser batidos por nós mesmos, então vamos trabalhar no carro do próximo ano'", afirmou.

Desta forma, Brawn deixa claro que vê Red Bull e Ferrari com muitas dificuldades para reduzir em tão pouco tempo a vantagem construída pela Mercedes, mesmo com as novas regras.

"Não sei quantas equipes puderam fazer o mesmo (focar cedo no carro de 2017). O êxito atrai mais êxito. A Mercedes segue forte no próximo ano, mesmo com o chassi ganhando mais importância a partir da próxima temporada", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias