Brawn pede melhor sistema de revisão de incidentes na F1

Ele acredita que a categoria deve considerar um novo sistema de avaliação para resolver melhor incidentes controversos

Os fãs da F1 e muitos envolvidos com o esporte ficaram decepcionados com a forma de como Max Verstappen foi penalizado ao cortar a pista ao ultrapassar Kimi Raikkonen, valendo o terceiro lugar no GP dos Estados Unidos.

Embora não haja dúvidas sobre ele ter todas as quatro rodas fora da pista, há o desconforto sobre a maneira pela qual outros pilotos também escaparam de pista em vários pontos da corrida sem qualquer punição.

Red Bull e Verstappen também estavam mais chateados com a decisão de punir o holandês tão rapidamente e sem a chance de falar com os pilotos envolvidos.

Agora, Ross Brawn, que é diretor de automobilismo na F1, pensa que chegou o momento de garantir que, na sequência de incidentes similares, haja a chance de que os envolvidos no caso deem sua versão dos eventos.

Escrevendo em seu boletim regular de pós-corrida, Brawn disse que seria melhor se as equipes pudessem falar com a FIA.

"Eu acredito que seria bom rever casos como este com todas as partes relevantes, a FIA e as equipes", disse Brawn.

"Em todos os esportes, a tecnologia está cada vez mais importante para permitir que os árbitros tomem decisões esportivas com mais precisão e prontidão. Está acontecendo mesmo no futebol, onde um sistema de revisão de vídeo está em vigor em campeonatos como a Bundesliga na Alemanha e a Serie A na Itália.

"Na Fórmula 1, já temos tecnologia de vídeo excepcional, mas acho que precisamos olhar para como a utilizamos para manter a precisão e a consistência."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen , Max Verstappen
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias