Brecha nas regras libera data de homologação dos motores em 2015

Mercedes, Renault e Ferrari poderão fazer alterações após início da temporada; mudança exclui Honda

Os fornecedores de motores da Fórmula 1 ganharam a queda de braço com a Federação Internacional e poderão alterar suas unidades de potência durante a próxima temporada. Ano passado, Mercedes, Renault e Ferrari só fizeram mudanças até a data de homologação, ao final de fevereiro.

[publicidade] A alteração ocorreu porque as regras não são precisas em relação a prazos e a FIA teve de ceder. “Sempre esteve previsto, ainda que não fosse explícito nas regras, que os fabricantes deveriam fazer modificações no motor segundo o regulamento, e entregar seu motor de 2015 [na primeira corrida]”, reconheceu um porta-voz da entidade. “Isso é simples, mas quando você lê [o regulamento], não está escrito infelizmente.”

A decisão, portanto, foi aceitar o erro nas regras e não determinar uma data de homologação. Porém, a Honda, por estar fazendo sua primeira temporada em 2015, continuará obrigada a apresentar a versão final de sua unidade de potência no final de fevereiro. “Como os fabricantes atuais foram obrigados a homologar suas unidades de potência até 28 de fevereiro de 2014, me pareceria justo e igualitário pedir para o novo fabricante para homologar sua unidade de potência até 28 de fevereiro de 2015.”

Os demais fabricantes podem fazer alterações sem limite de data, contando que sigam o restante das regras: a alteração de, no máximo, 48%, e o uso de quatro unidades de potência por carro durante a temporada. Além disso, apenas uma unidade de potência pode ser homologada durante o ano.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias