Briatore diz que Renault não pode esperar tanto para vencer

Ex-comandante da equipe opina sobre a declaração de que nova equipe poderia esperar até três anos para começar a fazer sucesso na F1

Ao lado de Fernando Alonso nos títulos do espanhol de 2005 e 2006 com a escuderia francesa, Flavio Briatore fez história na última fase da Renault. O ex-mandatário apoiou a volta da companhia ao circo da F1 como equipe de fábrica.

"Se (Carlos) Ghosn decidiu dar este passo é porque, obviamente, decidiu colocar recursos adequados no projeto. Boas notícias para a Renault e para todos da F1", declarou em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport, da Itália.

Mas Briatore é mais impaciente e não gostaria de ver a Renault vencendo somente após três anos, como estipulou Ghosn.

"Três anos é um período muito longo nesta F1 que está morrendo. Há a necessidade de uma Renault forte."

"Mas é verdade que você tem que reconstruir tudo. Fortalecer a estrutura técnica em Enstone, onde se você observa que existem muitas pessoas boas, e em Viry Chatillon. Para o departamento de motor, não vai ser fácil."

Mas admite que a Mercedes está muito à frente dos adversários.

"O problema é que a Mercedes tem uma grande vantagem e eu tenho medo que no próximo ano se repita tudo o que aconteceu neste ano, isto é, com a Mercedes e a Ferrari à frente."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias