Briatore também critica postura de Schumacher no Brasil

Ex-chefe do alemão concorda com críticas de Montezemolo, para quem Schumacher teria facilitado a vida de Vettel em SP

Schumacher durante GP do Brasil

Assim como o presidente da Ferrari Luca di Montezemolo, o italiano Flavio Briatore criticou a postura do alemão Michael Schumacher durante o GP do Brasil. Para Montezemolo, Schumacher não dificultou o trabalho de Sebastian Vettel, quando o então candidato ao título o ultrapassou, o que teria sido uma demonstração de ingratidão à Ferrari, escuderia com a qual conquistou cinco de seus sete títulos.

Briatore, chefe de Schumacher nos outros dois títulos do alemão, concordou com Montezemolo. “A maneira como Schumacher se comportou no Brasil não foi boa. Sua preferência foi que a Red Bull batesse a Ferrari”, opinou o empresário ao F1Today.

De acordo com o italiano, o único que realmente dificultou uma ultrapassagem durante a corrida de recuperação de Vettel no GP do Brasil, foi justamente seu companheiro de equipe. “Apenas Webber ajudou a Ferrari naquela corrida”, disse Briatore, que trabalha para o australiano.

Na corrida em Interlagos, Vettel chegou a ficar em último na primeira volta, mas se recuperou e conseguiu chegar na sexta colocação, suficiente para terminar com o título.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias