Brown: rendimento “inaceitável” é fruto de instabilidade

compartilhar
comentários
Brown: rendimento “inaceitável” é fruto de instabilidade
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
4 de jul de 2018 21:10

Diretor executivo da McLaren, Zak Brown acredita que a situação “completamente inaceitável” da equipe nesta temporada é resultado de anos de instabilidade na administração.

Zak Brown, McLaren Racing CEO on the grid
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Zak Brown, McLaren Racing CEO
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33, is returned to the McLaren garage
Fernando Alonso, McLaren MCL33

Após a saída do diretor de competições, Eric Boullier, que deu início a uma reestruturação técnica, Brown não está iludido quanto à escala dos problemas de sua equipe.

O início decepcionante em 2018 expôs claras fraquezas, e Brown trabalha em uma mudança intensa para que, assim, o time consiga retornar ao pelotão da frente.

Ao refletir sobre as dificuldades, Brown considera que a equipe vem tendo dificuldades após várias mudanças na alta cúpula – o que incluiu a saída de Martin Whitmarsh, Ron Dennis e Jost Capito.

“Obviamente, nossos resultados neste ano demonstraram que temos um grande problema de performance”, disse o dirigente.

Leia também:

“Estamos alcançando menos do que podemos levando em conta a história, o talento das pessoas, os recursos e a tecnologia que temos à disposição. Isso é resultado de uma instabilidade de muitos anos dentro de nossa equipe.”

“Se você olhar para os últimos sete ou oito anos, nós tivemos diferentes CEOs, diferentes acionistas, acionistas que entraram, acionistas que saíram, CEOs que entraram, CEOs que saíram. E nós falhamos em criar estabilidade para reconstruir esta ótima equipe, que é o que vamos fazer agora.”

Ele acrescentou: “Acho que todos dividimos a dor por não ver a McLaren sendo tão bem sucedida como sabemos que ela pode ser. É uma situação completamente inaceitável, essa em que nos encontramos. É muito doloroso para todos nós aqui na McLaren.”

Apesar de a McLaren já ter mais pontos do que obteve no ano passado e contar com mais patrocinadores, Brown aceita que o retorno ao pelotão da frente da F1 levará mais tempo.

“Estamos melhorando”, disse. “Contudo, não estamos em posição boa o bastante para esperar estar muito melhor. Anunciamos essa grande mudança para colocar nossa casa em ordem.”

“Não vou reagir por impulso. Essa equipe precisa ter um período de estabilidade para que possamos construir bases fortes. A situação não foi criada do dia para a noite, e, portanto, não será consertada do dia para a noite. Então, hoje é nosso primeiro passo para voltar ao caminho das vitórias.”

Questionado se o cargo de Boullier teria um substituto, Brown disse: “Nesse momento, não tomamos nenhuma decisão no que estará definitivamente dentro ou fora.”

“Esse é o começo do processo. Tudo está sendo revisto, e vou evitar ficar dando atualizações em tempo real sobre como iremos reconstruir nossa equipe. Não tomamos uma decisão final sobre o que está dentro e o que está fora.”

Próxima Fórmula 1 matéria
FIA: Na Holanda, Assen seria melhor que Zandvoort para F1

Previous article

FIA: Na Holanda, Assen seria melhor que Zandvoort para F1

Next article

Kubica vê chances de retornar à F1 como titular em 2019

Kubica vê chances de retornar à F1 como titular em 2019

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias