Fórmula 1 2017

Brundle acha que carro de 2017 será "um monstro"

Ex-piloto de F1 e comentarista de TV teme que novos carros prejudique número de ultrapassagens

Falando durante o Autosport Internacional Racing Car Show, Martin Brundle acredita que os níveis de downforce extra e aderência a partir do novo conjunto de regras irá complementar o enorme torque e poder das unidades de potência.

Mas ele alertou que voltar a um alto nível de grip e menos degradação, combinada com a enorme potência, poderia potencialmente ter um efeito negativo sobre as ultrapassagens.

"Certamente será diferente, os carros serão brutais", disse Brundle. "Em teoria, acho que fizemos o caminho errado em termos de melhorar as corridas. Você ouve histórias de que algumas curvas serão reclassificadas como retas."

"Eu me lembro de guiar a Red Bull quando ele tinha o difusor soprado. Aquela coisa não se movia em muitas nas curvas." 

"Com a quantidade de potência e torque que os carros atuais têm, eles têm motores incríveis para guiar. Quantidades infinitas de potência, mesmo que o som não seja bom."

"Colocar isso em um carro com muito mais downforce e pneus 25% maiores, isso será um monstro para dirigir. Se ele fará melhores corridas, vamos descobrir."

"As distâncias de frenagem também serão menores. Mais aderência significa que eles podem frear quatro ou cinco metros depois. E que você tem menos oportunidade de ultrapassar."

"A chave é: eles podem andar juntos? Este será o teste decisivo neste ano."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags f1 2017
Topic Fórmula 1 2017