Bruno Senna, 17º: "Precisamos melhorar o acerto do carro"

Brasileiro sai descontente dos primeiros treinos livres e vê a Williams um patamar abaixo em relação a Spa

Bruno Senna saiu descontente de sua Williams após marcar apenas o 17º tempo nos treinos livres para o GP da Itália. O brasileiro vê seu carro rendendo menos do que em Spa-Francorchamps e espera estudar os dados entre hoje e sábado para melhorar principalmente o acerto para a classificação.

“Peguei tráfego para caramba nas voltas com pouco combustível e acabei com o pneu, mas esse não foi o principal problema: precisamos melhorar o acerto do carro”, definiu o brasileiro ao TotalRace. “Não é o mesmo patamar de Spa. As outras equipes estão melhores que a gente.”

“Os tempos do Pastor também não estão nenhuma maravilha. Na simulação de corrida, estamos melhores do que em classificação, então temos de descobrir qual o melhor compromisso entre classificação e corrida.”

Senna explicou que o desgaste, tanto dos compostos médios, quanto duros, não é problema, desde que o carro esteja bem equilibrado.

“Os pneus não têm desgaste grande, mas qualquer forçada que você dá, acaba sofrendo para as próximas voltas. Teremos de trabalhar para o carro ficar um pouco mais na mão para não ter essas escapadas.”

Senna, que mais uma vez cedeu seu carro para o piloto de testes Valtteri Bottas na primeira sessão, se disse particularmente prejudicado em Monza.

“Perder a manhã foi um problema hoje porque os pequenos detalhes são importantes aqui e perder a primeira parte prejudicou na evolução do acerto. À tarde, tivemos alguns probleminhas técnicos. Foi difícil. Agora é correr atrás do prejuízo. Vamos ver o que a gente consegue fazer para amanhã.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias