Button admite que perdeu a alegria na F1, e rumores aumentam

Em meio à crescente especulação de sua aposentadoria, piloto britânico admitiu que perdeu o prazer de correr na maior categoria do automobilismo mundial

Jornais britânicos sugeriram que Jenson Button está prestes a anunciar sua aposentadoria da F1 no GP do Japão deste fim de semana, após difícil temporada na McLaren. Embora a equipe tenha a opção de renovação para 2016, o que poderia forçá-lo a ficar, entende-se que a situação financeira do time - e a vontade de baixar seu salário - forçaram o piloto a repensar seus planos para o futuro.

Além disso, há a probabilidade da Honda não conseguir ser capaz de resolver todos os problemas de motor, que têm perturbado o seu retorno à F1.

Falando para a imprensa britânica sobre a situação atual, Button disse:

"A alegria de estar em um carro aparece apenas quando você briga pelas posições da frente, porque você sente que está lutando por algo relevante."

"Se você está na parte de trás, você está guiando um F1, mas você poderia ter a alegria de dirigir qualquer ouro tipo de carro. A alegria que você tem é em competir na parte da frente."

"Tudo se resume a estar no ponto mais alto do pódio. Essa é a alegria da F1."

Enquanto Button mantém o silêncio sobre seu futuro, ele ainda fala em tentar fazer o máximo de esforço na evolução da equipe:

"Haverá muitas reuniões no Japão. Ron Dennis e Eric Boullier estarão lá. Tenho certeza que teremos várias reuniões na sede."

"Todo o time está junto nisso. Não é uma situação fácil para ninguém. A melhor maneira é trabalhar em conjunto, para se certificar que tanto o pessoal e o dinheiro estão sendo aplicados de maneira correta. Eu sei que os japoneses estão trabalhando a todo vapor. Eles não têm descanso."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias