Button cita déficit de 40 km/h da McLaren na Rússia

Piloto britânico diz que foi ultrapassado em lugares que não esperava olhando nos retrovisores e vê "corrida perfeita" em Sochi

O nono lugar de Jenson Button no GP da Rússia deixou o inglês animado. Foram os primeiros pontos do piloto desde o GP da Hungria, no entanto ele voltou a criticar a liberação de energia do motor híbrido da Honda, o que segundo ele fez com que seu carro perdesse 40 km/h em relação aos outros.

"O grande problema para nós é o motor híbrido e o consumo de combustível, porque não estamos liberando o motor nas retas e por isso usamos mais combustível", disse o campeão mundial de 2009.

"Sabíamos que íamos ser derrotados na corrida desde a primeira volta. Tínhamos de salvar combustível durante todas as voltas. Mesmo com os dois Safety Cars tivemos que economizar muito.”

"E os carros estão nos ultrapassando em lugares que você não espera. Entre as curvas 12 e 13, sem energia, eles chegavam de 40 a 45 km/h mais rápidos que nós. É como se eu não tivesse DRS e eles sim.”

"É muito complicado, porque estou olhando para meus espelhos não sei onde o carro que está atrás pode chegar."

Button garante que se o motor estivesse bom, teria disputado a vitória. "Se tivéssemos um carro competitivo, teríamos andado na frente, porque tivemos uma corrida perfeita.

"Como uma equipe, fizemos um bom trabalho. Nós fizemos o melhor possível."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias