Button prevê início de temporada difícil com os motores Honda

Em lançamento do MP4/30, inglês destaca que ele e Alonso parecem "gostar do mesmo tipo de carro"

Jenson Button inicia sua sexta temporada na McLaren com um misto de empolgação e nervosismo. Afinal, mesmo animado com o retorno dado pelos engenheiros da equipe em relação aos números apresentados pelo MP4/30 e pela parceria com Fernando Alonso, o inglês reconhece que a equipe pode ter um começo de ano difícil devido à inexperiência da Honda, que tem um ano a menos de experiência com as unidades de potência do que os concorrentes.

[publicidade] “Esse carro é muito diferente, os engenheiros estão muito empolgados porque dizem que tudo se encaixa e tudo funciona bem. A sensação é de que é um grande pacote ao invés de diferentes peças colocadas juntas. As pessoas têm uma sensação muito boa em relação ao carro”, revelou o campeão de 2009.

“O motor ainda está sendo desenvolvido, então os testes serão muito importantes para nós, porque obviamente temos muito menos experiência do que os outros fabricantes, mas o bom de trabalhar com a Honda é que eles ouvem muito o que os pilotos têm a dizer.”

Button revelou que os pilotos não demoram a sentir se um novo carro é bom ou ruim, o que o deixa ansioso para os primeiros testes de pré-temporada, que começam no próximo domingo, em Jerez, na Espanha. O inglês vai estrear no MP4/30 na segunda-feira, dia 2 de fevereiro.

“Depois de dois minutos pilotando, você tem uma noção da direção em que a temporada irá. Então estou muito nervoso e animado ao mesmo tempo. Claro que sempre entramos em um ano pensando em vencer corridas, mas é um pouco diferente neste ano, pois a Honda não tem tanta experiência com esse motor, então não será uma temporada fácil para nós, mas sei que eles vão fazer de tudo para nos colocar na melhor posição possível.”

Piloto com maior número de GPs na Fórmula 1 atual, Button deu as boas-vindas ao novo companheiro, Fernando Alonso. Juntos, os dois somam
exatamente 500 largadas na categoria, agregando uma experiência que o inglês considera fundamental para o novo projeto.

“Fernando é um piloto muito completo e tem muita experiência, o que é ótimo para mim: eu adoro ter um companheiro que me force a melhorar e que também dê um bom retorno para o time. Passamos pouco tempo juntos até agora. Pelo que vejo dos dados do simulador e do feedback do que ele dá, acho que gostamos de um tipo de acerto parecido, o que é muito importante para evoluirmos.”

Button falou ainda sobre a responsabilidade que sente ao reviver uma parceria de tanto sucesso quanto a da McLaren com a Honda. Afinal, foram quatro títulos em cinco anos entre 1988 e 1992.

“Quando você pensa nas melhores brigas da história do esporte, teria de voltar aos anos 1980, com Prost e Senna pilotando para a McLaren-Honda. Então temos uma responsabilidade grande, mas também é uma nova era e estamos todos muito empolgados. Obviamente, trabalhei muitos anos com a Honda e é bom estar com eles novamente. Tomara que possamos fazer história.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias