Button revela que considerou correr pela Toro Rosso em 2009

Inglês conta que buscou alternativas inusitadas após saída da Honda para ano que, no fim, acabou lhe dando o título mundial

Jenson Button considerou assinar com a Toro Rosso antes da temporada de 2009 da F1, segundo sua nova autobiografia.

Em Life to the Limit (ainda sem tradução oficial para o português), Button escreveu que, como consequência da saída súbita da Honda da F1, ao fim de 2008, ele teve uma “opção” para pilotar pela equipe júnior da Red Bull, que tinha uma vaga em aberto após Sebastian Vettel ser promovido ao time principal.

No fim, Button não procurou a vaga na Toro Rosso e acabou ficando na equipe que tomou conta da antiga Honda, a Brawn GP, e conquistou o título daquele ano.

“Uma opção era correr pela Toro Rosso, a equipe júnior da Red Bull. Eu adorava eles: eles tinham e ainda têm grande espírito e atitude, mas eu sabia que nunca chegaria perto de um pódio no carro deles”, escreveu Button.

“Além disso, eles queriam que eu trouxesse dinheiro na forma de patrocínio para ajudar a bancar a equipe, o que era particularmente de pouco apelo.”

Em outro momento, Button explica que sua aparição especial pela McLaren no GP de Mônaco deste ano, quando substituiu Fernando Alonso, não fez com que aparecesse o desejo de voltar a competir na F1 em tempo integral.

“Se eu sinto falta? Pergunta difícil, mas a resposta é não”, escreveu.

“Eu me classifiquei em nono [em Mônaco, onde largou do fim do grid após sofrer punições por troca de motor], resultado com o qual fiquei muito feliz, mas, na corrida em si, não completei. Eu não saí da experiência sentindo que gostaria de voltar e me provar.”

Button também alega ter tido outras oportunidades para retornar à F1, mas que negou todas.

O vencedor de 15 GPs na F1 ainda deve revelar em qual categoria competirá em seu futuro no automobilismo, mas já destacou seu desejo em correr em Le Mans.

“Me ofereceram vagas na F1, mas não estou interessado, apesar de que eu irei competir no futuro. Agora que não estou mais proibido contratualmente, estou livre para correr em outras categorias.”

“Eu gostei da experiência no rallycross [em reportagem da BBC, em 2015], já coloquei um pé no Super GT e adoraria correr em Le Mans em algum momento. Há muita coisa por aí.”

“Mas não F1. Não sem meu pai [John Button, que faleceu em 2014].”

“Life to the Limit” será publicado nesta quinta-feira na Inglaterra

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias