Button: Se McLaren melhorar, Alonso tem retorno certo na F1

compartilhar
comentários
Button: Se McLaren melhorar, Alonso tem retorno certo na F1
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
18 de ago de 2018 17:42

Espanhol "definitivamente" fará um retorno à Fórmula 1 se a McLaren voltar à frente em breve, acredita ex-companheiro de equipe

Fernando Alonso, que voltou à McLaren em 2014, mas não conseguiu vencer, anunciou no começo da semana que estaria se afastando da categoria no final do ano.

O piloto de 37 anos deixou a porta aberta para um retorno à F1, afirmando: "Eu sei que a McLaren voltará mais forte no futuro e pode ser o momento certo de voltar à categoria."

Jenson Button deixou a F1 em circunstâncias semelhantes dois anos antes, e apesar de ter feito uma aparição única, substituindo Alonso em Mônaco no ano passado, ele não fez um retorno completo.

Mas o britânico está convencido de que Alonso aproveitaria a oportunidade de voltar à F1 se conseguir um lugar competitivo.

Leia também:

"É sempre algo individual quando se escolhe deixar a Fórmula 1", disse Button. “Ele [Alonso] fez a mesma coisa que eu escolhi: sair, mas deixar aberto, para voltar um ano depois. Eu acho que é a opção certa a fazer.”

“E se a McLaren for rápida e vencer corridas, ele estará de volta à Fórmula 1, definitivamente.

“Todos os pilotos do mundo adorariam estar em um carro vencedor na Fórmula 1. Você se aposenta, eu acho, porque você fica entediado com a viagem e com o estresse, e se seus resultados não estão lá, não há razão para estar lá.”

"Se o carro for rápido, tenho certeza que ele gostaria de voltar em 2020."

Alonso afirmou que sua decisão foi estimulada pela pouca ação de pista na F1 e não pelos resultados da McLaren.

Button, que está correndo ao lado do espanhol no Campeonato Mundial de Endurance deste ano, disse que o domínio total da equipe Toyota de Alonso no WEC coloca essa linha de raciocínio em questão.

“Acho que os comentários dele talvez não sejam os melhores, em termos de 'a corrida é mais chata'. Quero dizer, ele está correndo no WEC, e o único concorrente é o companheiro de equipe, sabe o que eu quero dizer?”

“Eu não acho que você possa realmente dizer isso, mas eu entendo onde ele está. Se ele está competindo por uma vitória, vai se divertir muito mais, mas quando você vence vários campeonatos mundiais como ele e está lutando no meio de grid, fica chato depois de um tempo.”

Refletindo sobre a carreira de Alonso na F1, Button o descreveu como seu “companheiro de equipe mais difícil”, tendo afirmado anteriormente que Alonso havia sido seu “maior desafio” do que seu ex-companheiro de McLaren, Lewis Hamilton.

"Ele tem sido excepcional, para ganhar dois campeonatos mundiais e estar tão perto algumas vezes, não há muitas pessoas que conseguem fazer isso", disse Button.

“Meu companheiro de equipe mais difícil, realmente gostei disso.”

“Meu falecido pai [John] sempre respeitou Fernando, e isso é sempre um bom juízo de caráter, e Fernando costumava se dar muito bem com meu pai também.”

Reportagens adicionais por Jamie Klein

Próxima Fórmula 1 matéria
Pérez: Jovens pilotos chegam à F1 mais bem preparados

Previous article

Pérez: Jovens pilotos chegam à F1 mais bem preparados

Next article

Renault: Peças padrão aliviariam temor de farsa em motor da F1

Renault: Peças padrão aliviariam temor de farsa em motor da F1
Load comments