Button sobre reconhecimento de Briatore: "me fez sorrir"

Inglês recebeu elogios do ex-chefe e desafeto dos tempos de Benetton, mas garante que isso não muda nada para ele

Button com Briatore nos tempos de Benetton

Jenson Button afirmou que os elogios vindos de um de seus maiores desafetos na F-1, Flavio Briatore, colocaram um sorriso em seu rosto. O italiano reconheceu que estava errado sobre a qualidade do piloto britânico.

Button foi duramente criticado por Briatore quando pilotava para a então Benetton entre 2001 e 2002 devido a sua falta de comprometimento. O ex-dirigente chegou a chamá-lo de “paracarro”, expressão italiana que significa algo como “lento como uma parede”.

Mesmo na última temporada, com Button já campeão do mundo, Briatore afirmou que ele apenas era “sortudo” e que não estava entre “os cinco pilotos mais rápidos da F-1.”

No entanto, o italiano afirmou recentemente a uma rádio de seu país que “não havia percebido o quão bom Button era. Estava errado a respeito dele. Ele tem sido a surpresa do ano. Jamais imaginaria que ele fosse tão bom.”

Por sua parte, Button reconhece que os comentários lhe trouxeram satisfação, mas garantiu que não se importa com a opinião do ex-chefe.

“Todos podem ter sua opinião. Flávio não mede as palavras. Acho que é legal da parte dele reconhecer que tomou decisões erradas e dizer isso. Até esse ano ele sempre foi negativo, mesmo quando ganhei o campeonato. Então é legal, mas desnecessário. Não significa muito para mim. Li e me fez sorrir, e logo depois esqueci.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias