Button vê luz no fim do túnel: "Acho que encontramos algo”

Mesmo com seis pontos nas últimas cinco provas, inglês acredita ter se encontrado com sua McLaren e está otimista para Silverstone

Alonso está a 62 pontos de Alonso

Jenson Button saiu do GP da Europa com um oitavo lugar, mas pelo menos se diz animado com o equilíbrio do carro. Com apenas dois pontos marcados nos quatro GPs anteriores, o inglês vinha reclamando de sua McLaren e fazendo provas apagadas.

“Em termos do carro, estive muito mais feliz durante o final de semana. No sábado estava muito forte na classificação, o carro parecia bom, mas minha última tentativa no Q3 não funcionou. A corrida não foi tão boa quanto no sábado, na verdade foi uma bagunça, que começou por um problema na embreagem na largada.”

Para Button, em uma corrida tão movimentada, ele poderia ser 15º ou estar no pódio. “Foi uma corrida muito estranha. Não fizemos nada errado, mas também nada emocionante. Mas se tiro algo do final de semana é que estava muito mais feliz com o equilíbrio. Acho que encontramos algo.”

A tal descoberta será importante para Button tirar um incômodo peso dos ombros. Em 12 oportunidades correndo em Silverstone, o inglês nunca chegou sequer ao pódio no GP da Grã-Bretanha.

“Na próxima etapa correremos em casa, com muita torcida. E, mais importante, é um circuito de alta velocidade, que deve ser melhor para nosso carro do que esses de baixa, então vamos esperar. Irei positivo para lá.”

Falando sobre o campeonato, Button reconhece que os 62 pontos que tem de desvantagem para Fernando Alonso são uma diferença considerável. “É mais do que os pontos que marquei, mas pelo menos tenho outras 12 corridas, então ainda que esteja muito atrás, ainda é possível.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias