Carros atuais da F1 podem participar de demos em 2018

Regulamentos esportivos da Fórmula 1 foram modificados para ajudar os novos proprietários do esporte a prosseguir seus planos para organizar mais eventos de demonstração ao longo das linhas do evento de julho em Londres

A mudança tornará mais fácil para as equipes dirigirem seus carros atuais longe de fins de semana de corrida e sessões de testes oficiais no próximo ano, mas apenas em eventos organizados pelo titular dos direitos comerciais.

As regras contêm restrições rigorosas no teste de carros atuais, ou TCC. Tais carros são oficialmente definidos como aqueles construídos com as regulamentações das temporadas anterior, atual e seguinte.

Até agora, além de corridas, testes oficiais e "eventos promocionais" (ou dias de filmagem), as equipes só tiveram permissão para realizar dois dias de demonstração com carros atuais entre a última corrida da temporada e o final do ano, para não mais do que 15 km e "a critério exclusivo da FIA, e com o pleno conhecimento de todos os competidores".

Como efeito, esses dias são para equipes que possam querer comemorar a vitória do Mundial no final da temporada, algo que a Mercedes tem feito regularmente.

Por causa das restrições, as equipes sempre fizeram outras demonstrações com carros mais antigos, razão pela qual as máquinas mais novas usadas no evento de Londres eram de 2015.

Force India e Haas não participaram de Londres, pois não dispunham de máquinas disponíveis, enquanto Renault e McLaren usavam carros históricos. Muitas vezes, questões financeiras ou logísticas, como uma mudança de fornecedor de motores, tornam impraticável para as equipes usarem os principais carros de corrida de dois ou três anos.

No entanto, o Conselho Mundial de Automobilismo da FIA aprovou formalmente uma mudança que permitirá que as equipes atuem com máquinas atuais de 2018, ou com carros de 2017, em eventos de demonstração no próximo ano.

Além dos dois eventos de equipe habituais, esses carros podem agora participar de "outros eventos de demonstração organizados pelo Titular dos Direitos Comerciais".

No entanto, o limite de 15 km foi mantido, e as regras especificam que "nenhuma demonstração pode ocorrer em configurações de pista atualmente aprovadas para uso nos carros da Fórmula 1".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias