Caterham responde e nega versão de Kobayashi sobre abandono em Sochi

Equipe alegou problemas nos freios, enquanto o japonês disse que deixou a prova para 'poupar equipamento'

Kobayashi teve a versão do abandono em Sochi contrariada pela Caterham
Decepcionado, Kamui Kobayashi deixou o Grande Prêmio de Sochi questionando a razão do abandono na Rússia. O japonês alegou que a Caterham pediu para ‘poupar o equipamento’. Entretanto, nesta quarta-feira, a escuderia respondeu ao piloto oriental e negou esta versão.
 
[publicidade] Em entrevista concedida nesta quarta-feira, Manfredi Ravetto, chefe da equipe, se disse surpreso pela reação de Kobayashi e procurou esclarecer o verdadeiro motivo do abandono: problema nos freios.
 
“Fiquei surpreso ao ouvir Kamui falar sobre as instruções da chefia sobre a quilometragem. Havia um potencial problema com os freios e decidimos evitar qualquer risco. Kamui pediu para alterar o conjunto antes da classificação, porque sentiu uma vibração”, declarou.
 
"Então, para ser claro: sim, nós instruímos Kamui a abandonar a corrida porque a segurança de nossos pilotos é a nossa primeira preocupação", fechou o dirigente da Caterham.
 
A jornalistas britânicos, Kobayashi, após o GP de Sochi, disse ‘não saber’ o motivo para o abandono. “Não havia nada de errado com o carro. A equipe me pediu para parar para poupar o equipamento”, explicou o japonês, contrariado pelo chefe nesta quarta-feira.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias